Rádio e redes sociais: novas ferramentas para velhos usos?

Autores

  • Mirian Redin de Quadros Universidade Federal de Santa Maria
  • Debora Cristina Lopez Universidade Federal de Santa Maria

Palavras-chave:

Rádio. Redes sociais. Interatividade. Jornalismo.

Resumo

A proximidade do rádio com o público ouvinte, a capacidade de intervenção social possibilitada pela instantaneidade e o caráter comunitário da abordagem jornalística fizeram deste meio de comunicação, desde o seu princípio, um veículo interativo. Esta característica passa hoje por um processo de adaptação, provocado pelo processo de convergência, pelo surgimento de um novo perfil de ouvinte e pela popularização das redes sociais na Internet. Neste artigo, analisamos a interatividade em seis emissoras informativas de Porto Alegre a partir de um estudo de sua presença em sites de redes sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirian Redin de Quadros, Universidade Federal de Santa Maria

Mestranda em Comunicação pela Universidade Federal de Santa Maria – UFSM. Bolsista Capes e integrante do Grupo de Pesquisa Convergência e Jornalismo (ConJor).

Debora Cristina Lopez, Universidade Federal de Santa Maria

Debora Cristina Lopez é doutora em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia - UFBA. Professora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria - UFSM e da graduação em Jornalismo do campus Frederico Westphalen da mesma instituição. Coordena o Grupo de Pesquisa Convergência e Jornalismo (ConJor).

Downloads

Publicado

2014-07-14

Como Citar

Quadros, M. R. de, e D. C. Lopez. “Rádio E Redes Sociais: Novas Ferramentas Para Velhos Usos?”. Intexto, nº 30, julho de 2014, p. 166-83, https://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/47574.

Edição

Seção

Artigos