Os computadores também sonham? Para uma teoria da cibercultura como imaginário

Autores

  • Erick Felinto

Palavras-chave:

Cibercultura. Comunicação. Imaginário tecnológico.

Resumo

Este trabalho propõe a elaboração de uma teoria da cibercultura como imaginário tecnológico. Pretende investigar de que modo a cibercultura se constitui em visão de mundo coerente, descrevendo algumas das principais representações culturais que têm cercado as tecnologias digitais. Ao mesmo tempo, sugere a constituição de uma teoria da cibercultura fundada em três procedimentos epistemológicos: I) a análise das relações entre materialidades e imaginários tecnológicos, II) a arqueologia dos meios e III) a adoção de uma visão “culturalista”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Erick Felinto

Professor do PPGCOM da UERJ, autor do livro A Religião das Máquinas: Ensaios sobre o Imaginário da Cibercultura . Porto Alegre: Sulina, 2006.

Downloads

Como Citar

Felinto, E. “Os Computadores também Sonham? Para Uma Teoria Da Cibercultura Como imaginário”. Intexto, nº 15, dezembro de 2008, p. 1-15, https://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/4257.

Edição

Seção

Artigos