À flor da pele: narrativas híbridas, cotidiano e comunicação

Autores

  • José Salvador Faro Universidade Metodista de São Paulo e Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Palavras-chave:

Narrativas. Cotidiano. Comunicação.

Resumo

A experiência cotidiana é um espaço de apreensão da realidade e tem como fundamento a configuração do universo mítico e estereotipado do indivíduo, elementos com os quais são construídas suas percepções do mundo. Este artigo procura mostrar como os padrões culturais da modernidade tardia se instituem num conjunto que conforma a existência sensível e dá a ela, ao mesmo tempo, elementos de racionalidade instrumental com a qual o ser social lê e interpreta aquilo que o cerca. O foco da análise é sustentado pela hipótese de que essa perspectiva se reproduz a partir de seu próprio imediatismo – responsável por uma lógica imanente que dirige e orienta sua conduta. As práticas da comunicação são, portanto, instrumentos construtores desse universo sob uma perspectiva híbrida: a da informação e a da reiteração desse processo cultural.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Salvador Faro, Universidade Metodista de São Paulo e Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Possui graduação em História pela Universidade de São Paulo (1973), mestrado em Comunicação Social pela Universidade Metodista de São Paulo (1992) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é assistente doutor da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e professor adjunto da Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). Atua nos cursos de graduação em jornalismo nas duas instituições e é docente do programa de pós-graduação em Comunicação da UMESP. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em jornalismo; trabalha com projetos de pesquisa em história da comunicação, jornalismo investigativo, jornalismo cultural e ensino e pesquisa em comunicação.

Downloads

Publicado

2011-12-21

Como Citar

Faro, J. S. “À Flor Da Pele: Narrativas híbridas, Cotidiano E comunicação”. Intexto, nº 25, dezembro de 2011, p. 117-2, https://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/23750.

Edição

Seção

Artigos