A construção discursiva da sustentabilidade na revista Vida Simples: tensionamento entre simplicidade e consumo

Autores

  • Gisele Dotto Reginato Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Márcia Franz Amaral Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Palavras-chave:

Análise de Discurso. Jornalismo de revista. Sustentabilidade.

Resumo

O objetivo deste trabalho é mapear na revista Vida Simples, da Editora Abril, a construção de sentidos sobre sustentabilidade, a partir da Análise de Discurso francesa como aporte teórico-metodológico. Localizamos dois âmbitos de ações e atitudes indi-cadas para se ter uma vida mais simples e sustentável: através da consciência individual e através da consciência coletiva. Deslocamo-nos à exterioridade do discurso, a fim de compreender as formações ideológicas que acabaram por determinar as formações discursivas identificadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gisele Dotto Reginato, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) e integrante do Grupo de Pesquisa Estudos de Jornalismo (UFSM/CNPq). Bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Márcia Franz Amaral, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Professora do Mestrado em Comunicação Midiática da UFSM, doutora pela Programação de Pós-Graduação em Comunicação e Informação pela UFRGS/RS, tutora do Programa de Educação Tutorial (MEC/SESU) do curso de Comunicação Social.

Downloads

Publicado

2010-07-14

Como Citar

Reginato, G. D., e M. F. Amaral. “A construção Discursiva Da Sustentabilidade Na Revista Vida Simples: Tensionamento Entre Simplicidade E Consumo”. Intexto, nº 22, julho de 2010, p. 49-64, https://www.seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/12804.

Edição

Seção

Artigos