Entre pessoas e processos: observações sobre uma agência de publicidade digital

Autores

DOI:

https://doi.org/10.19132/1807-8583202152.105670

Palavras-chave:

Agência digital, Dispositivos, Interação, Mediação, Midiatização

Resumo

O trabalho das agências de publicidade tem se transformado nos últimos anos, do modelo de negócio aos fluxos e procedimentos. Observei algumas dessas alterações em uma pesquisa de cunho etnográfico em três modelos de agências brasileiras: tradicional, digital e colaborativa. Especificamente neste texto, apresento um recorte da pesquisa na agência digital e as principais análises realizadas a partir de um quadro teórico que abarca os conceitos de dispositivo, mediações e midiatização. Durante a pesquisa, foi possível observar a interação em funcionamento, o saber técnico alinhado à mídia, e processos de criação valorizados pela capacidade de dar vida às ideias. Há uma reação das agências para ampliar a prestação de serviços de comunicação por meio da tecnologia, o que requer aproximar sistemas informacionais e inovações técnicas da criação de campanhas. Na agência digital pesquisada, o movimento por interação está na origem, intensificado pelo domínio mais técnico da programação e do comportamento do consumidor, em um mundo cada vez mais dataficado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina Dias Alves, Universidade de São Paulo

Doutora em Ciências da Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (bolsista CAPES), instituição na qual desenvolve pesquisa de pós-doutoramento. Possui Mestrado em Comunicação e Práticas de Consumo pela ESPM/SP e graduação em Comunicação Social pela mesma instituição, com habilitação em Publicidade e Propaganda. É docente pesquisadora da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo e membro dos grupos de Pesquisa (CNPq) GESC3, da ECA/USP, e Comunicação, Consumo e Arte, da ESPM/SP. O seu campo é comunicação, com ênfase nos seguintes temas: criação publicitária, processos criativos, redação publicitária, midiatização, consumo, análise do discurso, persuasão. Além da atuação profissional em agências de publicidade, como diretora de criação e redatora, é poeta, haicaísta e escreve contos e crônicas.

Downloads

Publicado

2021-10-18

Como Citar

Alves, M. C. D. “Entre Pessoas E Processos: Observações Sobre Uma Agência De Publicidade Digital”. Intexto, nº 52, outubro de 2021, p. 105670, doi:10.19132/1807-8583202152.105670.

Edição

Seção

Artigos