Desafios à Capacitação do(a) Antropólogo(a) à Construção de Repositórios Digitais Etnográficos na Internet

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1984-1191.116515

Palavras-chave:

Antropologia Pública. Repositório Digital. Transposição Didática.

Resumo

O presente artigo tem como base uma oficina que foi preparada em 2019/02 e realizada em 2020/01 no Banco de Imagens e Efeitos Visuais (BIEV) na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). A intenção inicial era a criação de um ambiente de ensino e aprendizagem através do software livre Tainacan que permite a gestão e a publicação de coleções digitais oriundas da Etnografia da Duração (ECKERT; ROCHA, 2013c). Assim sendo, almejou-se não só a capacitação técnica, mas uma oficina que iniciasse um percurso de pesquisa coletivo que envolve rupturas epistemológicas diversas no trabalho com coleções etnográficas. Por isso, esse artigo irá expor que desafios à transposição didática foram encontrados no processo de ensino a fim de explicitar a importância da formação de competência aos(às) antropólogos(as) para construção de repositórios digitais que diluam a custódia das suas coleções produzidas em pesquisa universitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Cervo, UFRGS

Graduado em Ciências Sociais com ênfase em Antropologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e mestrando no Programa de Pós-Graduação em Comunicação da mesma universidade. Lattes: http://lattes.cnpq.br/8290548520385605. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-6913-802X. Contato: cervomatheus@gmail.com

Referências

ALMEIDA, Sónia Vespeira de; CACHADO, Rita Ávila (Orgs.). Os Arquivos dos Antropólogos - recolhas, partilhas e futuros. Lisboa: Gráfica 99, 2016.

BACHELARD, Gaston. A formação do espírito científico. Rio de Janeiro: Editora Contraponto, 1996.

BOROFSKY, Robert; DE LAURI, Antonio. Public Anthropology in Changing Times. Public Anthropologist, v. 1, n. 1, p. 3-19, 2019.

CARVALHO, Érika Rayanne Silva de. Diferenças na produção, compartilhamento e (re)uso de dados: a percepção de pesquisadores da Química, Antropologia e Educação visual. 2018. 173 f., il. Dissertação (Mestrado em Ciência da Informação)—Universidade de Brasília, Brasília, 2018. Disponível em: https://repositorio.unb.br/handle/10482/32559. Acesso: 28 de out. 2020.

CHEVALLARD, Yves. Pourquoi la transposition didactique. Communication au Séminaire de didactique et de pédagogie des mathématiques de l’IMAG, Université scientifique et médicale de Grenoble. Paru dans les Actes de l’année, v. 1982, p. 167-194, 1981.

CINTRA, Anna Maria Marques et al. Para entender as linguagens documentárias. São Paulo: Polis, 1994.

CLIFFORD, James; MARCUS, George. Writing the culture, the poetics and politics of ethnography. Berkeley: University of California Press, 1986. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/1362/clifford_writting.pdf?sequence= 1. Acesso em: 28 de out. 2020.

COLLIER, John; COLLIER, Malcolm. Visual anthropology: Photography as a research method. Albuquerque: UNM Press, 1986. Disponível em: https://books.google.com.br/books/about/Visual_Anthropology.html?id=fDn8CrH8gRoC&re dir_esc=y. Acesso em: 28 de out. 2020.

COSTA, Miguel; GOMES, Daniel; SILVA, Mário. The evolution of web archiving. International Journal on Digital Libraries, p. 1-15, 2016.

DE MIRANDA DIAS, Calíope Victor Spíndola; MARTINS, Dalton Lopes. Iniciativas brasileiras em torno da construção de uma Política Nacional para Acervos Digitais de Instituições de Memória: o desafio da memória em tempos de cultura digital. Políticas Culturais em Revista, v. 13, n. 1, p. 16-46, 2020.

ECKERT, Cornelia; DA ROCHA, Ana Luiza Carvalho. Antropologia da imagem no Brasil: experiências fundacionais para a construção de uma comunidade interpretativa. Revista Iluminuras, v. 17, n. 41, 2016. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/iluminuras/article/view/64571. Acesso em: 28 de out. 2020.

ECKERT, Cornelia; DA ROCHA, Ana Luiza Carvalho. Etnografia: saberes e práticas. Iluminuras, v. 9, n. 21, 2008.

ECKERT, Cornelia; ROCHA, Ana Luiza Carvalho Etnografia com imagens: práticas de restituição. Tessituras: Revista de Antropologia e Arqueologia, v. 2, n. 2, p. 11, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/tessituras/article/view/4851. Acesso em: 28 de out. 2020.

ECKERT, Cornelia; ROCHA, Ana Luiza Carvalho. O antropólogo na figura do narrador. Revista Habitus, v. 1, n. 2, p. 395-420, 2004.

ESCOBAR, Arturo. Bienvenidos a Cyberia. Notas para una antropología de la cibercultura. Revista de estudios sociales, n. 22, p. 15-35, 2005. Disponível em: http://www.scielo.org.co/pdf/res/n22/n22a02.pdf. Acesso em: 28 de out. 2020.

FERRAZ, Ana Lúcia Camargo; MENDONÇA, João Martinho de (Orgs.). Antropologia visual: perspectivas de ensino e pesquisa. Brasília: Associação Brasileira de Antropologia, 2014. Disponível em: http://www.portal.abant.org.br/publicacoes2/livros/antropologia_visual_-_Ana_Lucia_Marques_Camargo_Ferraz_&_Joao_Martinho_de_Mendonca.pdf Acesso em: 28 de out. 2020.

FILHO, Izabela Tamaso Manuel Ferreira Lima. Antropologia e Patrimônio Cultural: trajetórias e conceitos. Brasília: Associação Brasileira de Antropologia, 2012. Disponível em:

GOLD, Matthew K. (Org.). Debates in the digital humanities. Minnesota: University of Minnesota Press, 2012. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/10.5749/j.ctttv8hq. Acesso em: 28 de out. 2020.

HOCKINGS, Paul (Org.). Principles of visual anthropology. Berlim: Walter de Gruyter, 2009.

KOZINETS, Robert V. Netnography. The international encyclopedia of digital communication and society, p. 1-8, 2015.

KUSCHNIR, Karina. A antropologia pelo desenho: experiências visuais e etnográficas. Cadernos de Arte e Antropologia, v. 5, n. 2, p. 5-13, 2016. Disponível em: https://journals.openedition.org/cadernosaa/1095. Acesso em: 28 de out. 2020.

MARTINS, Dalton Lopes; CARVALHO JUNIOR, J. M. C.; GERMANI, Leonardo. Projeto Tainacan: experimentos, aprendizados e descobertas da cultura digital no universo dos acervos das instituições memoriais. TIC cultura, p. 59-68, 2018.

MARTINS, Dalton Lopes; CARMO, Danielle; GERMANI, Leonardo Barbosa. Museu do Índio: Estudo de caso do processo de migração e abertura dos dados ligados semânticos do acervo museológico com o software livre Tainacan. Informação & Tecnologia, v. 5, n. 2, p. 142–162, 2018.

MEAD, Margaret. Visual anthropology in a discipline of words. In: HOCKINGS, Paul (Org.). Principles of visual anthropology. Berlim: Walter de Gruyter, 2009.

MILLER, Daniel; HORST, Heather. O Digital e o Humano: prospecto para uma Antropologia Digital. Parágrafo: Revista Científica de Comunicação Social da FIAM-FAAM, v. 2, n. 3, p. 91–112, 2015.

MORIN, Edgar. Da necessidade de um pensamento complexo. Para navegar no século XXI, v. 2, p. 19-42, 2003. Disponível em: http://cuidadosintegrativos.com.br/pdf/necessidade-de-um-pensamento-complexo-edgar-mori n.pdf. Acesso em: 28 de out. 2020.

MORIN, Edgar; LE MOIGNE, Jean-Louis. A Inteligência da Complexidade. São Paulo: Petrópolis, 2000.

MORIN, Edgar; LISBOA, Eliane. Introdução ao pensamento complexo. Porto Alegre: Sulina, 2007.

PERRENOUD, Philippe. La transposition didactique à partir de pratiques: des savoirs aux compétences. Revue des sciences de l'éducation, v. 24, n. 3, p. 487-514, 1998.

POMBO, Olga. Epistemologia da interdisciplinaridade. Ideação, v. 10, n. 1, p. 9-40, 2008.

POMBO, Olga. Práticas interdisciplinares. Sociologias, n. 15, p. 208-249, 2006.

POSTILL, John; PINK, Sarah. Social media ethnography: The digital researcher in a messy web. Media International Australia, v. 145, n. 1, p. 123-134, 2012.

RIBEIRO, José da Silva. Antropologia visual, práticas antigas e novas perspectivas de investigação. Revista de Antropologia, v. 48, n. 2, p. 613-648, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012005000200007. Acesso em: 28 de out. 2020.

ROCKEMBACH, Moisés. Arquivamento da Web no contexto das Humanidades Digitais: da produção a preservação da informação digital. Liinc em Revista, v. 15, n. 1, p. 131–139, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.18617/liinc.v15i1.4578 Acesso em: 06 de jul. 2021.

ROCKEMBACH, Moisés. Arquivamento da Web: estudos de caso internacionais e o caso brasileiro. RDBCI: Revista Digital de Biblioteconomia e Ciência da Informação, v. 16, n. 1, p. 7-24, 2018. Disponível em: http://doi.org/10.20396/rdbci.v16i1.8648747 Acesso em: 6 de jun. 2021.

SEGATA, Jean; RIFIOTIS, Theophilos. Políticas etnográficas no campo da cibercultura. Brasília: Associação Brasileira de Antropologia, 2016.

TAMASO, Izabela; GOLÇALVES, Renata de Sá; VASSALLO, Simone. A antropologia na esfera pública: patrimônios culturais e museus. Goiânia: Editora Imprensa Universitária, 2019. v. 53. Disponível em: http://www.aba.abant.org.br/administrator/product/files/146_00159932.pdf. Acesso em: 28 de out. 2020.

TAMASO, Izabela; LIMA FILHO, Manuel Ferreira (Orgs.). Antropologia e patrimônio cultural: trajetórias e conceitos. Brasília, DF: Associação Brasileira de Antropologia, p. 25-57, 2012. Disponível em: http://www.portal.abant.org.br/publicacoes2/livros/Antropologia_e_Patrim%C3%B4nio_Cultural_trajet%C3%B3rias_e_conceitos.pdf. Acesso em: 28 de out. 2020.

VANZ, Samile Andrea de Souza; PASSOS, Paula Caroline Schifino Jardim; CAREGNATO, Sônia Elisa; et al. Acesso aberto a dados de pesquisa no Brasil: práticas e percepções dos pesquisadores. Relatório 2018. Disponível em: http://hdl.handle.net/10183/185195. Acesso em: 25 de out. 2020.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2022-04-28

Como Citar

CERVO, M. Desafios à Capacitação do(a) Antropólogo(a) à Construção de Repositórios Digitais Etnográficos na Internet. ILUMINURAS, Porto Alegre, v. 23, n. 60, 2022. DOI: 10.22456/1984-1191.116515. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/iluminuras/article/view/116515. Acesso em: 3 dez. 2022.