ANEMIA E USO DE ERITROPOETINA NOS PACIENTES EM HEMODIÁLISE NO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE

Autores

  • Suzane Cristina Milech Pribbernow Médica nefrologista contratada, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), Porto Alegre, RS. Servidora, Secretaria Estadual de Saúde. Mestre em Nefrologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS.
  • Mônica Vinhas de Souza Médica internista contratada, HCPA, Porto Alegre, RS. Mestre em Ciências Médicas, UFRGS, Porto Alegre, RS. Mestre em Epidemiologia Clínica, Universidade de Erasmus, Roterdãm, Holanda.
  • Carlos Alberto Prompt Médico nefrologista. Professor assistente, Departamento de Medicina Interna, Faculdade de Medicina, UFRGS, Porto Alegre, RS. 4 Mestre e Doutor em Medicina, UFRGS, Porto Alegre, RS. Professor titular de Farmacologia, Universidade de Passo Fundo (UPP), Passo Fundo, RS. Professor adjunto de Medicina Interna, UFRGS, Porto Alegre, RS.
  • Paulo Dorneles Picon Mestre e Doutor em Medicina, UFRGS, Porto Alegre, RS. Professor titular de Farmacologia, Universidade de Passo Fundo (UPP), Passo Fundo, RS. Professor adjunto de Medicina Interna, UFRGS, Porto Alegre, RS.

Palavras-chave:

Anemia, eritropoetina, insuficiência renal crônica.

Resumo

RESUMO
Anemia é freqüente em pacientes com insuficiência renal crônica e deve-se,
principalmente, à diminuição da síntese endógena de eritropoetina. Desde a década de
1980, o uso da eritropoetina recombinante tornou-se o tratamento de escolha da anemia
nesses pacientes.
Realizamos um estudo com os pacientes em hemodiálise na Unidade de Hemodiálise
do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, tendo encontrado uma porcentagem de 82,6%
desses indivíduos em uso de eritropoetina recombinante (epoetina). A dose semanal média
de epoetina observada foi de 10.260 UI. A hemoglobina média dos pacientes foi de 10,3 g/
dL; quando avaliamos a variação entre os valores médios de Hb dos pacientes em uso
dessa medicação, entre os meses de setembro de 2005 e fevereiro de 2006, não houve
significância na mesma.
Unitermos: Anemia, eritropoetina, insuficiência renal crônica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-01-29

Como Citar

1.
Milech Pribbernow SC, de Souza MV, Prompt CA, Picon PD. ANEMIA E USO DE ERITROPOETINA NOS PACIENTES EM HEMODIÁLISE NO HOSPITAL DE CLÍNICAS DE PORTO ALEGRE. Clin Biomed Res [Internet]. 29º de janeiro de 2020 [citado 1º de julho de 2022];26(3). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/99695

Edição

Seção

Artigos Originais