Epidemiologia e fatores de riscos relacionados à intoxicação alimentar causada por Clostridium Botulinum: Uma revisão narrativa

Autores

  • Juliana Silva Santos
  • Mirelle Costa Pignata-Viana Centro Universitário - UniFG

Palavras-chave:

Botulismo, esporos, lactentes, neurotoxina, toxina alimentar

Resumo

O botulismo é uma doença resultante da ação de uma toxina produzida pelo Clostridium botulinum. Devido à sua gravidade e alta mortalidade é considerado um problema de saúde pública. Nesta revisão apresentamos os principais fatores de riscos associados à intoxicação alimentar provocada pelo Clostridium botulinum, bem como realizamos um levantamento epidemiológico sobre o botulismo alimentar e infantil. A busca bibliográfica considerou as bases de dados Scielo, Medline, Lilacs e PubMed. Foram selecionados artigos originais e relatos de caso publicados em inglês, espanhol e português, incluindo publicações dos últimos dez anos. A partir das análises dos títulos, resumos e artigos, um total de 26 artigos foram incluídos nesta revisão. Verificou-se predomínio de 54% dos casos referentes ao botulismo alimentar, dos quais aproximadamente 58% confirmaram a ocorrência da toxina tipo A; e 35% referente ao botulismo infantil. Na literatura consultada os principais sintomas, relacionados ao botulismo alimentar, identificados foram: visão turva, vômito, paralisia flácida, náuseas, tontura, diplopia, dificuldade respiratória, disatria, disfagia, fraqueza muscular, boca seca, ptose e cefaleia. Dentre as principais fontes de contaminação, 65% das publicações selecionadas identificaram as conservas como principal causa do botulismo alimentar. Embora o mel (42%) seja a única fonte registrada de alimento veiculador do agente causador do botulismo infantil, alguns relatos na literatura (25%) associaram à doença com a inalação de poeira contendo esporos do Clostridium botulinum, bem como o uso de plantas medicinais (25%). Os sintomas mais comuns observados na literatura foram: constipação dificuldade respiratória e dificuldade de sucção. Apesar de vários relatos na literatura acerca das duas doenças, o botulismo ainda é muito subnotificado dado ao diagnóstico muitas vezes equivocado, ressaltando-se a importância do diagnóstico precoce no tratamento da doença pelos profissionais de saúde, bem como a disponibilidade de informações relevantes para a investigação epidemiológica de doenças de notificação compulsória. Os dados apresentados também demonstram a importância de sensibilizar a população dos principais riscos e medidas de prevenção, já que a maioria dos casos relatados está relacionada a práticas inadequadas de preparo dos alimentos.

 

Palavras-chave: Botulismo; esporos; lactentes; neurotoxina; toxina alimentar

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mirelle Costa Pignata-Viana, Centro Universitário - UniFG

Docente no Centro Universitário Faculdade Guanambi (UNIFG), membro do grupo de pesquisa em Biotecnologia do Semiárido, integrante do Comitê de Ética em Pesquisa (CEP) e membro do corpo editorial da Revista FG Ciência. As principais áreas de atuação na pesquisa são: desenvolvimento de novos produtos, microbiologia de alimentos e bromatologia.

Downloads

Publicado

2019-08-20

Como Citar

1.
Santos JS, Pignata-Viana MC. Epidemiologia e fatores de riscos relacionados à intoxicação alimentar causada por Clostridium Botulinum: Uma revisão narrativa. Clin Biomed Res [Internet]. 20º de agosto de 2019 [citado 29º de novembro de 2022];39(2). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/85961

Edição

Seção

Artigos de Revisão