Percepção da equipe de enfermagem sobre a utilização de dispensários eletrônicos

Autores

  • Camila Pereira Menezes Programa de Pós-Graduação em Assistência Farmacêutica – Faculdade de Farmácia- Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
  • Denise Bueno Programa de Pós-Graduação em Assistência Farmacêutica – Faculdade de Farmácia- Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Programa de Pós-Graduação Ensino em Saúde-Faculdade de Medicina- Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.
  • Ananda Yana Zamberlan Alvarez Programa de Pós-Graduação em Assistência Farmacêutica – Faculdade de Farmácia- Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
  • Stephanie de Oliveira Baggio Programa de Pós-Graduação em Assistência Farmacêutica – Faculdade de Farmácia- Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil
  • Vittoria Calvi Sampaio Faculdade de Farmácia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil.

Palavras-chave:

Serviço de Farmácia Hospitalar, automação, assistência farmacêutica

Resumo

INTRODUÇÃO: O uso de dispensários eletrônicos em instituições de saúde tem sido associado à otimização do tempo da equipe de enfermagem e a redução de erros relacionados à medicamentos. Este estudo buscou avaliar a percepção da equipe de enfermagem sobre os dispensários eletrônicos.

MÉTODOS: Estudo exploratório utilizou a técnica de grupo focal e foi realizado com técnicos de enfermagem e enfermeiros de oito unidades de internação.

RESULTADOS: Para realização da técnica de grupo focal foi necessária a realização de nove encontros em 2015, com a participação de 27 profissionais de enfermagem. De forma geral, a equipe de enfermagem demonstrou estar satisfeita com o uso do equipamento, relatando a necessidade de adequações e melhorias no processo de trabalho associado ao dispensário. Os profissionais relataram que os sistemas de dispensários eletrônicos contribuem para a segurança do paciente.

CONCLUSÃO: Os resultados possibilitam a elaboração de estratégias para melhorar o processo de trabalho que envolve o dispensário eletrônico, com foco contínuo na segurança do paciente.

 

Palavras-chave: Serviço de Farmácia Hospitalar; automação; assistência farmacêutica

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-02-19

Como Citar

1.
Menezes CP, Bueno D, Alvarez AYZ, Baggio S de O, Sampaio VC. Percepção da equipe de enfermagem sobre a utilização de dispensários eletrônicos. Clin Biomed Res [Internet]. 19º de fevereiro de 2019 [citado 3º de outubro de 2022];38(4). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/84431

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>