Protocolos de avaliação da deglutição: Norteadores e limitações

Autores

  • Jordana Balbinot Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Gabriela de Castro Machado Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Luise Stumpf Hübner Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Caroline Santana Real Programa de Pós-Graduação em Medicina: Ciências Cirúrgicas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Alana Versa Signorini Serviço de Fonoaudiologia, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Porto Alegre, RS, Brasil.
  • Sílvia Dornelles Serviço de Fonoaudiologia, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Porto Alegre, RS, Brasil. Departamento de Saúde e Comunicação Humana, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS, Brasil.

Palavras-chave:

Transtornos de deglutição, protocolos clínicos, avaliação, diagnóstico, indicadores

Resumo

 

Introdução: A disfagia é um sintoma de alteração no processo da deglutição, que acarreta dificuldade em formar ou mover o bolo alimentar de forma segura e eficiente. Os métodos investigativos da disfagia se dividem em avaliação clínica e instrumental, os quais necessitam de protocolos que conduzam suas práticas. O objetivo desse estudo foi elencar informações acerca dos protocolos utilizados pelos fonoaudiólogos responsáveis pelas avaliações da deglutição em adultos e idosos de um hospital público de referência, compilar elementos norteadores e limitações desses instrumentos e verificar a necessidade da elaboração de um protocolo moldado à instituição.

Métodos: Estudo qualitativo realizado em um hospital público de referência. Seis fonoaudiólogos, que executam as avaliações clínicas e instrumentais da deglutição na população adulta e idosa, responderam um questionário, o qual buscou informações acerca dos protocolos utilizados na prática clínica dos participantes. Os dados obtidos foram analisados por meio do método de análise temática do conteúdo.

Resultados: Os dados foram agrupados em quatro categorias temáticas: Falta de Itens, Limitações da Oferta, Elementos Norteadores e Limitações ao Exame Instrumental. Todos os participantes afirmaram utilizar protocolos de marcação de dados em suas avaliações, referiram que os mesmos apresentam limitações e confirmaram a necessidade da criação de um protocolo de avaliação moldado às demandas da instituição.

Conclusões: Verificou-se a demanda da criação de um protocolo para avaliação clínica e instrumental da deglutição de adultos e idosos, customizado ao hospital estudado. Foram identificados elementos norteadores e limitações nos instrumentos utilizados pelos participantes, os quais contribuirão para a construção de um protocolo moldado à instituição.

Palavras-chave: Transtornos de deglutição; protocolos clínicos; avaliação; diagnóstico; indicadores

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-02-19

Como Citar

1.
Balbinot J, Machado G de C, Hübner LS, Real CS, Signorini AV, Dornelles S. Protocolos de avaliação da deglutição: Norteadores e limitações. Clin Biomed Res [Internet]. 19º de fevereiro de 2019 [citado 29º de setembro de 2022];38(4). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/82451

Edição

Seção

Artigos Originais