Transtornos alimentares em homens abstinentes de substâncias psicoativas em tratamento ambulatorial

Autores

  • Cássia Medino Soares Porto Alegre Clinics Hospital
  • Mariana Escobar
  • Márcia Vargas
  • Thaiciane Grassi

Palavras-chave:

Substance-Related Disorders, Substance Withdrawal Syndrome, Binge-Eating Disorder, Cocaine-Related Disorders, Dopamine Agents, Alcoholism, Obesity.

Resumo

Introdução: A alimentação exerce um papel similar à droga psicotrópica pelo prazer que proporciona para as pessoas, já que esta age no mesmo sistema de recompensa cerebral. O objetivo deste trabalho é identificar a relação entre abstinência de Substâncias Psicoativas (SPA) e transtornos alimentares, em homens adultos que realizam tratamento ambulatorial, na Unidade de Adição Álvaro Alvim do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil. Métodos: Estudo transversal, com uma amostra de 40 usuários. Realizado através de aplicação de questionários. A avaliação do Transtorno da Compulsão Alimentar Periódica (TCAP) foi mensurado através da Escala de Compulsão Alimentar Periódica (ECAP), e para a Anorexia Nervosa foi utilizado o Eating Attitudes Test (EAT) ou Teste de Atitudes Alimentares. O estado nutricional dos indivíduos foi obtido através dos dados de índice de massa corporal (IMC). Resultados: O tempo de abstinência informado foi de 8 meses. A prevalência de obesidade foi de 17,5%, sobrepeso 37,5%, eutrofia 42,5% e de desnutrição apenas 2,5 %. Quanto ao IMC a média foi de 26,59 kg/m² caracterizando assim a média da amostra com sobrepeso. Os indivíduos que responderam positivamente o diagnóstico de transtorno de compulsão alimentar são aqueles com os valores de IMC significativamente mais altos (p= 0,000), associando o maior IMC com uma maior pontuação para compulsão alimentar periódica. Conclusão: O perfil nutricional dos dependentes químicos em abstinência se caracteriza por excesso de peso. Sugerindo uma associação de substancia psicoativa, como álcool e outras drogas e alimentos de alto valor calórico e baixo valor nutricional. Portanto é
importante que sejam promovidas novas estratégias terapêuticas para o melhor atendimento nutricional dos indivíduos em abstinência.

 

Palavras-chave: Transtornos por Uso de Substância Psicoativa; Síndrome de Abstinência a Substâncias; Transtorno da Compulsão Alimentar; Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína; Dopaminérgicos; Alcoolismo, Obesidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Escobar

Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Márcia Vargas

Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Thaiciane Grassi

Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Downloads

Publicado

2017-01-17

Como Citar

1.
Soares CM, Escobar M, Vargas M, Grassi T. Transtornos alimentares em homens abstinentes de substâncias psicoativas em tratamento ambulatorial. Clin Biomed Res [Internet]. 17º de janeiro de 2017 [citado 30º de setembro de 2022];36(4). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/64198

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)