Versão angolana do INECO frontal screening: Indicadores psicométricos e capacidade discriminativa na perturbação de stress pós-traumático

Autores

  • Muriela Silva Instituto Superior de Ciências de Saúde do Norte (ISCS-N)
  • Marcela Filipa Barbosa Leite
  • Hélder Marcos Zongo
  • Bruno Miguel Raposo Távora de Barros Peixoto
  • Costa Madureira

Palavras-chave:

Avaliação neuropsicológica, Funções executivas, Aceitabilidade

Resumo

Introdução: O INECO Frontal Screening (IFS) é um teste de rastreio das funções do lobo frontal, utilizado no contexto das demências e de diversas patologias psiquiátricas. O presente trabalho tem como objetivo determinar as características psicométricas da versão angolana do IFS: aceitabilidade, validade de constructo e capacidade discriminativa no contexto da perturbação de stress pós-traumático (PTSD).

Métodos: O IFS foi aplicado a dois grupos: grupo controlo (n=51), constituído por participantes sem historial de perturbação neuropsiquiátrica, e um grupo de pacientes com PTSD (n=35), composto por utentes da consulta externa do Hospital Central do Huambo.

Resultados Os efeitos de piso e de teto no total do IFS e em suas diferentes subprovas foram inferiores a 80%. O alfa de Cronbach obtido foi 0,791. As correlações entre as subprovas e entre estas e o total do IFS foram significativas. O grupo PTSD obteve resultados significativamente inferiores no total do IFS e nas subprovas de instruções conflituosas e memória de trabalho espacial. Para um ponto de corte de 13 pontos, o IFS apresenta uma sensibilidade de 100% e uma especificidade de 87% na identificação de participantes com PTSD. O IFS correlaciona-se de forma negativa com o total da IES-R.

Conclusão: O IFS revela excelentes níveis de aceitabilidade. O valor de consistência interna obtido é muito próximo ao da versão original e da versão portuguesa da prova. IFS é sensível (100%) e especifico (87%) na identificação dos participantes com PTSD, posicionando-se como um instrumento válido para uso clínico. Tanto quanto é do nosso conhecimento, este será o primeiro instrumento de avaliação frontal a ser adaptado e validado para uso em Angola

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Muriela Silva, Instituto Superior de Ciências de Saúde do Norte (ISCS-N)

CESPU, Instituto de Investigação e Formação Avançada em Ciências e Tecnologias da Saúde. Gandra/ Portugal

Publicado

2015-09-17

Como Citar

1.
Silva M, Barbosa Leite MF, Zongo HM, Távora de Barros Peixoto BMR, Madureira C. Versão angolana do INECO frontal screening: Indicadores psicométricos e capacidade discriminativa na perturbação de stress pós-traumático. Clin Biomed Res [Internet]. 17º de setembro de 2015 [citado 29º de novembro de 2022];35(3). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/56913

Edição

Seção

Artigos Originais