Efeitos da atividade física na modulação autonômica em pacientes diabéticos com disfunção autonômica

Autores

  • Ângela D Ávila Harthmann UFRGS/PPG Cardiologia
  • Waldomiro Manfroi HCPA/UFRGS

Palavras-chave:

Diabetes Mellitus, Neuropatia, Atividade Física

Resumo

A neuropatia autonômica diabética (NAD) é uma grave e comum complicação do diabetes. A neuropatia autonômica cardiovascular é uma das mais sérias e mais estudadas formas da NAD e está associada a alta morbidade e mortalidade em pacientes sintomáticos e assintomáticos, afetando a modulação autonômica e reduzindo a variabilidade da freqüência cardíaca (VFC). Os benefícios cardiovasculares, metabólicos e autonômicos após o exercício físico agudo e crônico, têm levado muitos investigadores a indicá-lo como uma conduta não-farmacológica no tratamento de diferentes doenças, inclusive o diabetes. Nesta revisão, apresentamos os efeitos do exercício físico na disfunção autonômica de pacientes com neuropatia autonômica, bem como os benefícios do exercício físico nessa disfunção, encontrados na literatura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ângela D Ávila Harthmann, UFRGS/PPG Cardiologia

Aluna de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Cardiologia FAMED/UFRGS

Waldomiro Manfroi, HCPA/UFRGS

Professor Titular e Doutor em Cardiologia FAMED/HCPA

Downloads

Publicado

2007-12-08

Como Citar

1.
Harthmann Ângela D Ávila, Manfroi W. Efeitos da atividade física na modulação autonômica em pacientes diabéticos com disfunção autonômica. Clin Biomed Res [Internet]. 8º de dezembro de 2007 [citado 28º de junho de 2022];27(3). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/472

Edição

Seção

Artigos de Revisão