Estado nutricional e hábitos alimentares de usuários em Centro de Atenção Psicossocial de Porto Alegre, Brasil

Autores

  • Milena Frichenbruder Kengeriski Egressa do Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Saúde do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, ênfase em saúde mental
  • Luciana Dias de Oliveira Professora do Departamento de Medicina Social da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Mariana Escobar Serviço de Nutrição e Dietética do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Vera Delgado Serviço de Enfermagem Psiquiátrica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Palavras-chave:

Hábitos alimentares, obesidade, avaliação nutricional, transtornos mentais

Resumo

Introdução: O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) trabalha com o desenvolvimento de autonomia e responsabilização do usuário no seu tratamento. Levantamentos epidemiológicos mostraram que há relação entre Índice de Massa Corporal (IMC) e transtornos psiquiátricos, sendo a obesidade um desafio para usuários e trabalhadores da saúde mental. Sendo assim, o objetivo deste estudo é avaliar o estado nutricional e os hábitos alimentares de usuários de um CAPSem Porto Alegre, Brasil.

Métodos: Estudo transversal desenvolvido com 40 usuários. O estado nutricional foi avaliado pela classificação do IMC e circunferência da cintura, e os hábitos alimentares foram avaliados com um questionário publicado no Guia Alimentar da População Brasileira e um questionário com perguntas referentes ao tipo de transtorno mental, comorbidades e estilo de vida. A análise foi descritiva em frequência e percentuais.

Resultados: A patologia mais frequente foi a esquizofrenia (65,9%). A obesidade apresentou maior prevalência (45%) e a circunferência da cintura apresentou valores acima do recomendado. Foi verificada grande alteração nos hábitos alimentares dos usuários. De acordo com o questionário proposto, 85,4% dos usuários precisam melhorar a alimentação, pois foi observado baixo consumo de frutas, verduras e legumes e grande consumo de açúcares, gorduras e produtos industrializados.

Conclusão: Grande parte dos pacientes psiquiátricos apresentou excesso de peso e valor de circunferência da cintura elevado, além de hábitos alimentares pouco saudáveis, importantes fatores de risco para doenças crônicas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-08-04

Como Citar

1.
Kengeriski MF, Oliveira LD de, Escobar M, Delgado V. Estado nutricional e hábitos alimentares de usuários em Centro de Atenção Psicossocial de Porto Alegre, Brasil. Clin Biomed Res [Internet]. 4º de agosto de 2014 [citado 8º de agosto de 2022];34(3). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/46806

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)