Utilização do teste de dependência à nicotina de Fagerström como um instrumento de medida do grau de dependência

Autores

  • Rosa Cecília Pietrobon Instituto de Cardiologia
  • Juarez Neuhaus Barbisan IC-FUC
  • Waldomiro Carlos Manfroi UFRGS/HCPA

Palavras-chave:

Tabagismo, Doenças Cardiovasculares,

Resumo

O tabagismo é considerado a maior causa de morte evitável. O número de cigarros consumidos apresenta correlação com o aumento de incidência da doença aterosclerótica, podendo ser o maior contribuinte para o aumento do risco de doença em combinação com outros fatores de risco. É classificado como dependência de nicotina e está incluído no grupo de transtornos mentais e de comportamentos decorrentes do uso de substâncias psicoativas segundo a classificação da Organização Mundial da Saúde. No manejo de pacientes tabagistas, a utilização de um instrumento para avaliar o grau de dependência de nicotina é muito importante. Existe uma correlação entre nível de dependência nicotínica e resposta às diversas terapias. Pacientes com nível de dependência baixa poderão ser tratados apenas com abordagem cognitivo-comportamental. Os de grau mais elevado de dependência necessitarão de terapia farmacológica. Nesta revisão, observa-se que o teste de dependência à nicotina de Fagerström (FTND) é utilizado mundialmente para avaliar a gravidade da dependência. Esse artigo apresenta uma revisão da literatura sobre o FTND como instrumento de avaliação no manejo de pacientes tabagistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2007-11-29

Como Citar

1.
Pietrobon RC, Barbisan JN, Manfroi WC. Utilização do teste de dependência à nicotina de Fagerström como um instrumento de medida do grau de dependência. Clin Biomed Res [Internet]. 29º de novembro de 2007 [citado 25º de junho de 2022];27(3). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/461

Edição

Seção

Artigos de Revisão