Revelação de diagnóstico de AIDS para terceiros: aspectos éticos, morais, legais e sociais

Autores

  • Leonardo Stoll de Morais Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Natália Cepeda Fernandes HCPA
  • Bruna Pasqualini Genro Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Márcia Santana Fernandes Hospital de Clíanicas de Porto Alegre
  • José Roberto Goldim Hospital de Clínicas de Porto Alegre, RS

Palavras-chave:

Sorodiagnóstico da AIDS, Revelação, Bioética Clínica, Ética Médica

Resumo

Os serviços de saúde, compostos por equipes multiprofissionais, desenvolvem um importante papel de reduzir a vulnerabilidade do portador de HIV/AIDS. Isto é, mais do que diagnosticar e medicar seus pacientes torna-se preciso ter um cuidado quanto às ações não justificáveis de revelação do diagnóstico do paciente para terceiros. Essa preocupação é relevante na medida em que diferentes aspectos éticos, morais, legais e sociais estão associados a essa notícia. O reconhecimento do envolvimento desses múltiplos fatores auxilia a equipe multiprofissional a ponderar determinadas práticas e posições frente aos problemas éticos gerados pelas questões de revelação diagnóstica. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Roberto Goldim, Hospital de Clínicas de Porto Alegre, RS

Downloads

Publicado

2014-01-03

Como Citar

1.
Morais LS de, Fernandes NC, Genro BP, Fernandes MS, Goldim JR. Revelação de diagnóstico de AIDS para terceiros: aspectos éticos, morais, legais e sociais. Clin Biomed Res [Internet]. 3º de janeiro de 2014 [citado 3º de fevereiro de 2023];33(3/4). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/44289

Edição

Seção

Seção de Bioética

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>