Monitoramento e avaliação de eventos adversos: a experiência do Hospital de Clínicas de Porto Alegre

Autores

  • Lucas Wollmann HCPA
  • Verônica Calleya Bittencourt HCPA
  • Ana Paula da Silva Pedroso HCPA
  • Liciane da Silva Costa HCPA
  • José Roberto Goldim HCPA/UFRGS

Palavras-chave:

Eventos Adversos, Monitoramento

Resumo

A proteção dos participantes nas pesquisas que envolvem seres humanos é uma das atribuições fundamentais dos Comitês de Ética em Pesquisa (CEPs), estando regulamentada em âmbito nacional e internacional. Segundo esses documentos, cabe aos CEPs não só revisar todos os protocolos de pesquisa submetidos a ele, mas também monitorar a ocorrência dos eventos adversos (EA) en-caminhados pelo pesquisador no transcorrer da pesquisa. Esse monitoramento deve ser ágil e crítico, orientando sua ação em observância à relação dano/benefício de cada estudo, com o objetivo de proteger os participantes de pesquisa. O Grupo de Pesquisa e Pós-Graduação do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA) implantou, em 2001, o Programa de Monitoramento de Riscos e Eventos Adversos, que atualmente é desenvolvido pelo Laboratório de Pesquisa em Bioética e Ética na Ciência

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2008-01-29

Como Citar

1.
Wollmann L, Bittencourt VC, Pedroso AP da S, Costa L da S, Goldim JR. Monitoramento e avaliação de eventos adversos: a experiência do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Clin Biomed Res [Internet]. 29º de janeiro de 2008 [citado 25º de junho de 2022];27(3). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/2990

Edição

Seção

Seção de Bioética