Diagnóstico Laboratorial da Giardiose Humana: Comparação Entre as Técnicas de Sedimentação Espontânea em Água e de Centrífugo-Flutuação em Solução de Sulfato de Zinco

Autores

  • Vinícius Claudino Bica UFRGS
  • Alexandre Francisco Dillenburg UFRGS
  • Tiana Tasca UFRGS

Resumo

Introdução: A giardiose é uma das enteroparasitoses mais prevalentes no nosso meio e acarreta morbidade de indivíduos e dispêndio de recursos pecuniários. O diagnóstico laboratorial da giardiose é essencial, sendo o exame parasitológico de amostras fecais por microscopia o padrão ouro, a despeito do surgimento de técnicas alternativas. Dada a possível diferença de sensibilidade empregando técnicas de concentração distintas, torna-se necessário uma comparação entre as mesmas.

Objetivos: Os objetivos deste estudo foram comparar duas técnicas amplamente utilizadas para o diagnóstico da giardiose e, concomitantemente, caracterizar a população do estudo e avaliar a ocorrência de co-parasitoses.

Método: As amostras foram coletadas no período de março a maio de 2010 (N =163), sendo provenientes de usuários do Laboratório de Análises Clínicas Prof. Rubens Dantas (LAC, Farmácia, UFRGS, Porto Alegre). As técnicas de concentração das amostras fecais empregadas para o diagnóstico foram a de sedimentação espontânea em água (HPJ) e a centrífugo-flutuação em solução de sulfato de zinco (Faust). Aplicou-se um questionário aos usuários do laboratório para melhor caracterização da população estudada.  

Resultados: A prevalência total de enteroparasitoses e de giardiose na população estudada foi, respectivamente, de 22,9% e de 10,7% empregando as duas técnicas de concentração. A giardiose foi mais pronunciada em crianças e idosos, principalmente, do gênero masculino. A técnica de Faust (N =11) apresentou maior sensibilidade quando comparada a técnica de HPJ (N =6).

Conclusão: A técnica de Faust foi mais sensível para observação de cistos de Giardia lamblia podendo ser uma técnica complementar ao HPJ no diagnóstico deste protozoário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinícius Claudino Bica, UFRGS

Farmacêutico Bioquímico

Alexandre Francisco Dillenburg, UFRGS

Farmacêutico Bioquímico

 

Tiana Tasca, UFRGS

Doutora em Ciências Biológicas (Bioquímica)

Professora Adjunta de Análises Parasitológicas do Departamento de Análises da Faculdade de Farmácia da UFRGS

Downloads

Publicado

2011-04-25

Como Citar

1.
Bica VC, Dillenburg AF, Tasca T. Diagnóstico Laboratorial da Giardiose Humana: Comparação Entre as Técnicas de Sedimentação Espontânea em Água e de Centrífugo-Flutuação em Solução de Sulfato de Zinco. Clin Biomed Res [Internet]. 25º de abril de 2011 [citado 2º de julho de 2022];31(1). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/16962

Edição

Seção

Artigos Originais