Prevalência de dor lombar e fatores de risco em trabalhadores de uma lavanderia hospitalar: um estudo transversal

Autores

  • Vânia das Dores António Manhique Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS
  • Jussara Maria Rosa Mendes Núcleo de Estudos e Pesquisa em Saúde do Trabalhador (NEST), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS
  • Paulo António Barros Oliveira Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Centro de Documentação, Pesquisa e Formação em Saúde e Trabalho, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS
  • Eunice Beatriz Martin Chaves Serviço de Medicina Ocupacional, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Porto Alegre, RS
  • Fábio Dantas Filho Serviço de Medicina Ocupacional, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Porto Alegre, RS,

Palavras-chave:

Hospitais, serviço hospitalar de lavanderia, dor lombar

Resumo

Introdução: A dor lombar representa um problema de saúde pública na população em
idade economicamente ativa em todo o mundo, incluindo trabalhadores de lavanderia
hospitalar. Neste artigo é avaliada a prevalência de dor lombar em trabalhadores
de lavanderia do Hospital de Clínicas de Porto Alegre e sua associação com dados
sociodemográficos, clínicos, ocupacionais e prática de exercícios físicos.
Métodos: Foi realizado um estudo transversal do qual participaram 99 funcionários
da lavanderia do Hospital. Foi utilizado instrumento de pesquisa composto por
um questionário com questões sociodemográficas, clínicas e ocupacionais dos
trabalhadores. Os dados obtidos foram processados pelo Teste Qui-Quadrado de
Pearson e pela regressão de Poisson com variâncias robustas.
Resultados: A prevalência de dor lombar encontrada foi de 68,69% (IC 95% 59,4%;78,0%).
Entre os participantes, 12,1% relataram afastamento do trabalho pela Previdência
Social devido a dor lombar. Na análise multivariada, ser trabalhador do setor costura
foi associado a maior risco de apresentar dor lombar, enquanto que ter duplo emprego
e tempo de serviço na função não estiveram significativamente associados.
Conclusões: A dor lombar foi uma queixa prevalente em trabalhadores da lavanderia
hospitalar, especialmente no setor costura. Ter duplo emprego ou maior tempo de
trabalho na função não se mostraram fatores associados à prevalência de dor lombar
na população estudada. Sugere-se a adoção de estratégias de prevenção e controle
da dor lombar e a realização de mais estudos no tema, a fim de aprofundar os fatores
associados e estabelecer medidas preventivas eficazes.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vânia das Dores António Manhique, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Porto Alegre, RS

Saúde ocupacional

Downloads

Publicado

2021-10-05

Como Citar

1.
Manhique V das DA, Mendes JMR, Oliveira PAB, Chaves EBM, Filho FD. Prevalência de dor lombar e fatores de risco em trabalhadores de uma lavanderia hospitalar: um estudo transversal. Clin Biomed Res [Internet]. 5º de outubro de 2021 [citado 14º de agosto de 2022];41(3). Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/107728

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)