Para escutar os ecos do legado de Noemia de Araújo Varela

Autores

  • Fernando Antônio Gonçalves de Azevedo Universidade Federal de Pernambuco — UFPE-Campus Agreste, Caruaru/PE

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.92913

Palavras-chave:

História da Arte/Educação. Fazeres e Pensares. Legado de Noemia Varela.

Resumo

Escutar os ecos do legado de Noemia de Araújo Varela exige um olhar questionador para a História da Arte/Educação, reconhecendo o papel singular das mulheres nesse campo de ensino, aprendizagens e pesquisas. Nesse sentido, o presente ensaio destaca aspectos do pensamento noemiano por meio do fragmento de uma entrevista reveladora de seus pensares e fazeres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Antônio Gonçalves de Azevedo, Universidade Federal de Pernambuco — UFPE-Campus Agreste, Caruaru/PE

Graduado em Filosofia pela Universidade Católica de Pernambuco. Mestre em Artes pela Universidade de São Paulo e Doutor em Educação pela Universidade Federal de Pernambuco. Professor do curso de Pedagogia no Centro Acadêmica do Agreste da Universidade Federal de Pernambuco - UFPE/CAA. Membro do grupo de estudos GEARTE (Grupo de Pesquisa em Educação e Arte) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Entre os livros publicados: A Abordagem Triangular no Ensino das Artes como Teoria e a Pesquisa Como Experiência Criadora. Experiência na área de Artes, com ênfase em Ensino de Arte, atuando principalmente nos seguintes temas: arte educação, história da arte educação, educação especial, ensino de arte, formação continuada de professores e inclusão social e cultural, além de Filosofia e Filosofia da Educação.

Referências

ALVES, Flávia Camargo Leal. Escolinha de Arte da UFRGS (1960-2011): história, fundamentos e ressonâncias com o Movimento Escolinhas de Arte. Porto Alegre: UFRGS, 2019. 191 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2019. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/189607/001090077.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 10 jun 2019.

BOSI, Ecléa. O tempo vivo da memória: ensaios de psicologia social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

CASTELO BRANCO, Guilherme. Anti-individualismo, vida artista: uma análise não-fascista de Michel Foucault. In: RAGO, Margareth; VEIGA-NETO, Alfredo. (Orgs.). Para uma vida não-fascista. Belo Horizonte: Autêntica, 2009. p. 143-151.

BURKE, Peter. (Org.). A escrita da história: novas perspectivas. São Paulo: UNESP, 2011.

ORLANDI, Eni Puccinelli. A linguagem e seu funcionamento: as formas do discurso. 6. ed. São Paulo: Cortez; Campinas: Editora da Universidade Estadual de Campinas, 2011.

ORLANDI, Eni Puccinelli. Interpretação: autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. 2. ed. Campinas: Pontes, 2007.

READ, Herbert. Educação pela arte. São Paulo: Martins Fonte, 1982.

SILVA, Franklin Leopoldo. O conhecimento de si. São Paulo: Casa da Palavra, 2011.

Downloads

Publicado

2019-07-05

Como Citar

AZEVEDO, F. A. G. de. Para escutar os ecos do legado de Noemia de Araújo Varela. Revista GEARTE, [S. l.], v. 6, n. 2, 2019. DOI: 10.22456/2357-9854.92913. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/92913. Acesso em: 27 jan. 2023.

Edição

Seção

Ensino/Aprendizagem das Artes na América Latina: colonialismo e questões de gênero