Proposições educativas e formativas em arte: do (im)previsível dessas composições aos arranjos e invenções de uma aula

Autores

  • Carmen Lúcia Capra Universidade Estadual do Rio Grande do Sul — UERGS, Montenegro/RS
  • Daniel Bruno Momoli Universidade Estadual do Paraná — UNESPAR, Curitiba/PR
  • Silvia Carla Marques Universidade Federal do Amapá — UFAP, Macapá/AP

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.121250

Resumo

Proposições educativas e formativas em arte: do (im)previsível dessas composições aos arranjos e invenções de uma aula

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carmen Lúcia Capra, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul — UERGS, Montenegro/RS

Licenciada em Educação Artística pela Universidade de Caxias do Sul (UCS), mestra e doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Atualmente é professora da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (Uergs) na Graduação em Artes Visuais e no Mestrado Profissional em Educação. Lidera o Grupo de Pesquisa Flume Educação e Artes Visuais (Uergs/CNPq) e se dedica à pesquisa sobre a formação docente em artes visuais com foco na atuação em escola. Integra o Núcleo Educativo MARGS-Uergs e participa do Grupo de Pesquisa Arteversa (UFRGS/CNPq). Tem atuado na promoção de ações de cunho artístico e educativo que permitam conversações entre ensino, pesquisa e extensão, a exemplo do Projeto Vincular (Núcleo Educativo MARGS - Uergs, Porto Alegre/RS), Exposição e Seminário Salas (Montenegro, RS), Dia do Desenho (Montenegro, RS), Bordado Livre na Praça (Montenegro/RS), participando de grupos experimentais de curadoria e prática artística.

Daniel Bruno Momoli, Universidade Estadual do Paraná — UNESPAR, Curitiba/PR

Doutor e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Especialista em Educação Interdisciplinar pelo Instituto de Desenvolvimento do Alto Uruguai, Licenciado em Artes pela Universidade do Oeste de Santa Catarina. Foi Vice-presidente da Federação de Arte Educadores do Brasil-FAEB (2019-2020). É pesquisador vinculado ao Arteversa-Grupo de estudos e pesquisas em arte e docência (UFRGS/CNPq), Flume-Educação e Artes Visuais (UERGS/CNPq), GAEFO-Grupo de Pesquisa em Arte, Educação e Formação Docente (UNESPAR/CNPq). É professor da Universidade Estadual do Paraná, no campus Curitiba II atuando na licenciatura em artes visuais. Foi um dos articuladores das Jornadas em Defesa da Educação Democrática e do Pensamento de Paulo Freire e do Movimento Popular-Pedagógico Escola do Povo ações político-pedagógicas criadas em 2019 junto com os movimentos sociais, movimentos em defesa da educação, trabalhadoras(es) em educação.

Silvia Carla Marques, Universidade Federal do Amapá — UFAP, Macapá/AP

Doutora em Sociologia. Mestre em Arte e Cultura Visual; Especialista em Instituições Culturais. Professora da Universidade Federal do Amapá. Tem interesse por questões da visualidade e processos de aprendizagem na formação inicial e continuada de professores em artes visuais. Abordagem acerca das relações estéticas nos mundos da arte e poéticas nos processos culturais nas cidades. Atua principalmente nos seguintes temas: Processos educativos em Arte, Poéticas Sociais, Feminismo, estéticas urbanas e cotidiano.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

CAPRA, C. L.; MOMOLI, D. B.; MARQUES, S. C. Proposições educativas e formativas em arte: do (im)previsível dessas composições aos arranjos e invenções de uma aula. Revista GEARTE, [S. l.], v. 8, n. 3, 2021. DOI: 10.22456/2357-9854.121250. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/121250. Acesso em: 6 jul. 2022.

Edição

Seção

Proposições educativas e formativas em arte: do (im)previsível dessas composições aos arranjos e invenções de uma aula