Desenhar-se de nuvem — das intensidades possíveis com materiais e materialidades e artes visuais e infâncias e...

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.117786

Palavras-chave:

Ensino das Artes Visuais. Infâncias. Educação Infantil. Materiais. Materialidades.

Resumo

Nesta escrita proponho um movimento que se constrói com algumas experiências vividas enquanto professora de Artes Visuais em Educação Infantil, que foram atravessadas e movimentadas pelo desejo de conceituar e dar vazão a um pensamento com materiais e materialidades da arte. Para tanto, busco enfatizar uma tessitura que também se dá nas relações possíveis entre a produção artística e as experiências em Artes Visuais e com Infâncias, no âmbito da Educação Infantil. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angélica Tasquetto, Universidade Federal de Santa Catarina — UFSC, Florianópolis/SC

Professora de Artes Visuais do Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Possui Doutorado em Educação Científica e Tecnológica, na linha Formação de Professores, pela Universidade Federal de Santa Catarina (2018). Mestrado em Educação, na linha de Educação e Artes pela Universidade Federal de Santa Maria (2009). Licenciatura em Desenho e Plástica pela Universidade Federal de Santa Maria (2007). Bacharelado em Desenho e Plástica pela Universidade Federal de Santa Maria (2006). . Possui experiência nas áreas de Artes Visuais, Ensino das Artes Visuais, Infância e Formação Docente.

Referências

A PEQUENA história de ‘Leap into the void’. Dobras Visuais, [s.l.], c2013. Disponível em: <https://www.dobrasvisuais.com.br/2013/04/a-pequena-historia-de-leap-into-the-void/>. Acesso em dez. 2021.

DELEUZE, Gilles. O que as crianças dizem. In: DELEUZE, Gilles. Crítica e clínica. São Paulo: Ed.34, 1997. p. 73-79.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI. Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia. Vol.1. São Paulo: Ed. 34, 2011.

ETERNO retorno – ISTO É Independente. Pinterest. Porto Alegre, [entre 2000 e 2021]. Disponível em: <https://www.pinterest.co.uk/pin/852587773180593931/>. Acesso em dez. 2021.

FUNDACIÓ Joan Miró. Blog. Barcelona, c2021. Disponível em: <https://www.fmirobcn.org/en/>. Acesso em dez. 2021.

GIL, José. O Movimento Total– Corpo e a Dança. Lisboa: Relógio d’Água, 2001.

KOHAN, Walter.A infância da educação: o conceito devir-criança. In: KOHAN, Walter O. (Org.) Lugares da Infância: filosofia. Rio de Janeiro: DPeA, 2004. p. 51 – 68.

LARROSA, Jorge. Pedagogia Profana: danças piruetas e mascaradas. São Paulo: Autêntica, 2013.

LEITE, César Donizete Pereira. Infância, experiência e tempo. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011.

LOPONTE, Luciana. Arte e Metáforas Contemporâneas para pensar Infância e Educação.In:Revista Brasileira de Educação v. 13 n. 37, p. 112 – 188, jan./abr. 2008.

MASSCHELEIN, Jan; SIMONS, Marteen. Em defesa da escola: uma questão pública. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

PASCHOLATI, Aline. Obra de arte da semana: 'Autorretrato com colar de espinhos e beija-flor', de Frida Kahlo. ARTRIANON, [s.l.], 14 de out. de 2019. Disponível em: <https://artrianon.com/2019/10/14/obra-de-arte-da-semana-autorretrato-com-colar-de-espinhos-e-beija-flor-de-frida-kahlo/>. Acesso em dez. 2021.

TASQUETTO, Angélica D’Avila. Vermelhar-se em Mar– uma viagem resistência com arte e ciência e... Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2018. 286 p.Tese (Doutorado em Educação Científica e Tecnológica) – Programa de Pós Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Centro de Educação, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2018.

Downloads

Publicado

2021-12-31

Como Citar

TASQUETTO, A. Desenhar-se de nuvem — das intensidades possíveis com materiais e materialidades e artes visuais e infâncias e... Revista GEARTE, [S. l.], v. 8, n. 3, 2021. DOI: 10.22456/2357-9854.117786. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/117786. Acesso em: 6 jul. 2022.