Paradigmas da Filosofia e Teorias Educacionais: novas perspectivas a partir do conceito de cultura

Autores

  • Amarildo Luiz Trevisan UFSM

Palavras-chave:

Paradigmas da Filosofia. Teorias Educacionais e Cultura.

Resumo

O artigo pretende discutir a metamorfose das teorias educacionais contemporâneas provocada pelo câmbio dos grandes paradigmas norteadores do conhecimento. Procura investigar as bases da reflexão pedagógica, alicerçada nas grandes sínteses do conhecimento filosófico, tomando como ponto de partida o debate travado por Jürgen Habermas com alguns filósofos contemporâneos, notadamente com Richard Rorty. A idéia é oferecer uma abordagem do modo como se constituíram historicamente os eixos aglutinadores do pensamento filosófico e suas influências em diversas concepções teóricas da educação. O artigo discute, em especial, a repercussão na formação de palavras-chave que vão delimitar novos horizontes de compreensão da cultura, possibilitando assim repensar o esquema das "tendências" e "correntes" da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amarildo Luiz Trevisan, UFSM

Amarildo Luiz Trevisan é professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSM, pesquisador do CNPq e líder do Grupo de Pesquisa Formação Cultural, Hermenêutica e Educação (http://www.ufsm.br/gpforma).

Arquivos adicionais

Publicado

2011-09-13

Como Citar

Trevisan, A. L. (2011). Paradigmas da Filosofia e Teorias Educacionais: novas perspectivas a partir do conceito de cultura. Educação &Amp; Realidade, 31(1). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/22999

Edição

Seção

Artigos