Pesquisa Qualitativa Crítica: conceitos básicos

Autores

  • Phil Francis Carspecken Indiana University

Palavras-chave:

Pesquisa Qualitativa Crítica. Etnografia Crítica. Teoria Social. Teoria Metodológica.

Resumo

Este artigo revisa conceitos básicos associados à pesquisa qualitativa crítica. É explicada e ilustrada uma teoria do sentido embasada em pragmática comunicativa para orientar o pesquisador qualitativo crítico na reconstrução dos domínios e estruturas implícitos da ação significativa, incluindo a conversa dos participantes durante entrevistas. É apresentada uma teoria da identidade humana, diferenciando entre os componentes de identidade (eu, nós, mim e autonarrativa) e relacionando a declaração de identidade à teoria do sentido. O conceito de sistemas sociais também é explicado, porque muitas vezes a análise de sistemas é um aspecto importante da pesquisa qualitativa crítica, utilizada para captar e trazer à luz coisas como reprodução cultural, reprodução social, resistência e diferentes formas de mudança de sistema. Esses conceitos estão todos conectados em uma teoria social crítica integrada e devem ser usados de forma flexível e criativa pelo pesquisador qualitativo crítico quando delinear e conduzir a pesquisa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Phil Francis Carspecken, Indiana University

Phil Francis Carspecken é professor nas áreas de pesquisa qualitativa crítica, teoria social e filosofia na Indiana University, Estados Unidos. Publica artigos e livros sobre esses tópicos há mais de 15 anos.

Arquivos adicionais

Publicado

2011-07-22

Como Citar

Carspecken, P. F. (2011). Pesquisa Qualitativa Crítica: conceitos básicos. Educação &Amp; Realidade, 36(2). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/20698

Edição

Seção

Pesquisar em Educação

Artigos Semelhantes

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.