Reflexões sobre a Etnografia Crítica e suas Implicações para a Pesquisa em Educação

Autores

  • Jefferson Mainardes UEPG
  • Maria Inês Marcondes Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RIO

Palavras-chave:

Etnografia Crítica. Etnografia. Pesquisa Educacional.

Resumo

O artigo discute a etnografia crítica, destacando as suas origens, conceituação, contribuições, implicações para a pesquisa em educação, bem como os desafios que esta abordagem metodológica coloca para os pesquisadores. Especial referência é feita aos estágios da pesquisa qualitativa crítica desenvolvidos por Carspecken (1996). Os autores argumentam que a metodologia etnografia crítica possui um potencial significativo para fortalecer a pesquisa em educação, uma vez que destaca a necessidade do estabelecimento de relações com o sistema social mais amplo e a problematização de questões relacionadas à reprodução social, desigualdades e formas de opressão dentro e fora do sistema educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jefferson Mainardes, UEPG

Jefferson Mainardes é mestre em Educação (Universidade Estadual de Campinas), doutor em Educação (Institute of Education-University of London). Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação (Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG). Coordenador do PPGE/UEPG e Coordenador do Fórum Sul de Programas de Pós-Graduação. Editor da Revista Práxis Educativa.

Maria Inês Marcondes, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro - PUC/RIO

Maria Inês Marcondes é doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/Rio). Professora do PPGE da PUC/Rio. Coordenadora do PPGE - PUC/Rio.

Arquivos adicionais

Publicado

2011-07-22

Como Citar

Mainardes, J., & Marcondes, M. I. (2011). Reflexões sobre a Etnografia Crítica e suas Implicações para a Pesquisa em Educação. Educação &Amp; Realidade, 36(2). Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/17004

Edição

Seção

Pesquisar em Educação