Desterro em Ato: práticas educacionais em dimensão performativa

Autores

Palavras-chave:

Práticas Pedagógicas, Práticas Artísticas, Michel Foucault, Procedimentos Analíticos, Representação

Resumo

Este artigo propõe instaurar uma zona de indiscernibilidade entre os domínios da arte e da educação. Para tanto, confronta documentos relativos tanto à legislação como à pesquisa educacional, com alguns gestos executados pelo artista Nelson Leirner em uma situação de ambiência pedagógica, dando vulto ao problema da demanda por sentido. Evoca procedimentos analíticos operados em três textos de Michel Foucault. Sua companhia permite tomar a representação como uma operação que ultrapassaria o mero ato de representar como re-apresentar a verdade. Tal modo de tomar a representação, em viés performativo, conduz à forja do desterro como estratégia metodológica de investigação de práticas, em seus modos singulares de funcionamento e efeitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anna Carolina Ferreira Lima, Universidade de São Paulo

 Anna Carolina Ferreira Lima é doutoranda em Educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, Mestre em Educação pela mesma Instituição (2016).

Cintya Regina Ribeiro, Universidade de São Paulo

 Cintya Regina Ribeiro é docente pesquisadora da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (USP), pós doutora em Ciências Humanas e Sociais pela Faculdad de Filosofía y Letras da Universidad de Buenos Aires (UBA). Doutora e Mestre em Educação pela Faculdade de Educação pela USP.

Publicado

2022-08-04

Como Citar

Ferreira Lima, A. C., & Ribeiro, C. R. (2022). Desterro em Ato: práticas educacionais em dimensão performativa . Educação &Amp; Realidade, 47. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/112061

Edição

Seção

Artigos