Do mito da classe homogênea ao ensino individualizado de aritmética: a concepção de Carleton Washburne

Autores

Palavras-chave:

ensino de aritmética, Carleton Washburne, educação progressista, ordem psicológica, investigações científicas.

Resumo

Nesse texto, busca-se discutir a partir das investigações de Carleton Washburne, importante pedagogo estadunidense, como se constituiu a individualização do ensino de aritmética, na escola primária, em meio a práticas alicerçadas no ensino simultâneo, método pelo qual todos deveriam aprender a um só tempo, um mesmo conteúdo. Para tanto, toma-se como material empírico de investigação as publicações de Washburne sobre as dificuldades das crianças na aprendizagem da aritmética, no período de 1919 a 1943. Sob a ótica de Certeau, a análise da produção de Washburne evidenciou “consumos combinatórios e utilitários” resultantes na reorganização educacional da própria escola, privilegiando o ensino individualizado de aritmética na escola primária. Tal ensino não se reduziu a uma questão de método ou de técnicas diferentes com as quais o professor deveria ensinar, mas de uma concepção pedagógica nova que modificou a própria aritmética e a relação professor-aluno-saber no processo educativo.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nara Vilma Lima Pinheiro (Brasil), Universidade de São Paulo

Pós-doutoranda na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. Doutora (2017) e Mestre (2013) em Ciências pelo Programa de Pós-graduação em Educação e Saúde na Infância e Adolescência da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Estágio doutoral (2016) pela5Université de Limoges/França. Integrante do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas em História da Educação - NIEPHE e do Grupo de Pesquisa em História da Educação Matemática – GHEMAT.

Downloads

Publicado

2022-03-29

Como Citar

Lima Pinheiro (Brasil), N. V. (2022). Do mito da classe homogênea ao ensino individualizado de aritmética: a concepção de Carleton Washburne. Revista História Da Educação, 26. Recuperado de https://www.seer.ufrgs.br/index.php/asphe/article/view/e110179

Edição

Seção

Artigo / Article / Artículo