[1]
K. Schurster, “A História do Tempo Presente, o método comparativo e o debate sobre os fascismos”, Aedos, vol. 7, nº 16, p. 423–440, jul. 2015.