[1]
J. M. Caratti, “Alforrias e contratos de trabalho: escravos rio-grandenses em estâncias uruguaias (meados do século XIX)”, Aedos, vol. 2, nº 4, dez. 2009.