Trajetória da Imprensa Lésbica brasileira, uma história possível

Autores

  • Paula Silveira-Barbosa Universidade Estadual de Ponta Grossa

Palavras-chave:

Imprensa Lésbica, história do possível, história da imprensa

Resumo

Este artigo tem o objetivo de demonstrar a viabilidade de uma narrativa sobre o conjunto da Imprensa Lésbica brasileira. Embora existam pesquisas de pós-graduação que abordem parte dos periódicos desse segmento, ainda resta por fazer um trabalho que congregue essas publicações, analisando-as de maneira conjunta. Além disso, a maioria dos periódicos lésbicos ainda tem seu histórico por contar. Para cumprir o objetivo, articulo o conceito de história do possível, elaborado por Tania Navarro-Swain (2014) com uma revisão ibliográfica dos trabalhos já publicados até então. Com isso, exponho os vestígios da trajetória da Imprensa Lésbica, além de compartilhar resultados parciais de meu estudo de mestrado, ainda em andamento. Sendo assim, narro de maneira breve algumas contribuições da Imprensa Lésbica no período de 1981 a 1995, que é o mesmo recorte temporal proposto em minha dissertação. Como resultado,espero que o trabalho instigue mais pesquisas sobre o assunto, além de facilitar a pesquisa desse campo, dada a escassez de informações a respeito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paula Silveira-Barbosa, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Graduada em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade de Brasília. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa e bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

SILVEIRA-BARBOSA, P. Trajetória da Imprensa Lésbica brasileira, uma história possível. Revista Aedos, [S. l.], v. 11, n. 24, p. 142–163, 2019. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/93003. Acesso em: 5 jul. 2022.