O JOGO DE DAMAS NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS MELHORES ATLETAS DA MODALIDADE

Autores

Palavras-chave:

Esporte Intelectivo. Jogo de Damas. Brasil. Atletas.

Resumo

O Jogo de Damas é um tradicional jogo de tabuleiro de estratégia, entre dois jogadores, praticado em tabuleiros de 64, 100 ou 144 casas. Conforme as correntes que categorizam as várias modalidades esportivas, a Damas é um “Esporte Intelectivo”, onde há prevalência de caráter intelectivo nas disputas. Como objetivos fizemos uma contextualização da modalidade no Brasil, e uma análise dos melhores atletas de 64 casas. Através de uma abordagem exploratória, utilizamos como método a Análise de Conteúdo, e o corpus foi um quadro dos Campeonatos Brasileiros, de 1967 até 2017. As análises evidenciaram que o octacampeão Augusto Mariano é o melhor atleta, e mesmo tendo representado Pernambuco, os dados mostraram que São Paulo foi o Estado que mais sediou a competição, e a modalidade tem mais expressividade no Sudeste. Diante da lacuna de trabalhos na Educação Física sobre este esporte, o artigo contribuiu ampliando as discussões na área.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tatiane Maria Barbosa de Oliveira, Universidade de São Paulo

Tatiane Maria Barbosa de Oliveira é Mestra em Literatura Brasileira pela USP, com ênfase na área de Historiografia e crítica literárias, e trabalhou com o projeto de título "Abreu e Lima, o escritor público: estudo e antologia", e foi orientada pelo Prof. Dr. Ricardo Souza de Carvalho. Concluiu o Bacharelado em Letras, pela UFPE, com ênfase nos Estudos Literários em 2015. Foi bolsista do Mestrado pelo CNPq (Processo 130310/2017-4). Foi bolsista do PIBIC nos anos 2012/2013, pela UFPE, projeto de título "Abreu e Lima e os Libertadores de América", orientado pelo Prof. Adj. da UFPE, Juan Pablo Martín Rodrigues. Também foi bolsista do PIBIC, pela UFPE, nos anos de 2014/2015, com o projeto de título "Enlaces literários: passado e presente do personagem Abreu e Lima", orientado pelo Prof. Adj. da UFPE, Juan Pablo Martín Rodrigues. Foi pesquisadora do Grupo "Libertadores de América: Abreu e Lima e a pós-colonialidade latino-americana" entre os anos de 2012 e 2016, orientado pelo Prof. Adj. da UFPE Juan Pablo Martín Rodrigues. Ocupa-se de estudos de história e literatura pós-colonial, em particular os Libertadores de América. Além de trabalhar como Diretora de Pesquisa do Instituto Abreu e Lima (IAL), dedica-se como pesquisadora do IAL, desenvolvendo atividades e trabalhos de campo. Tatiane também ocupa-se de atividades esportivas. Foi Atleta Universitária de Xadrez/Damas pela UFPE. Representa o estado de Pernambuco na modalidade Jogo de Damas, destacando-se como primeira e única damista mulher do estado. Além disso, integrou a Equipe de Damas da cidade de Mogi das Cruzes no ano de 2017. Integrou também a equipe de Santos, e foi campeã dos jogos Regionais e Abertos de 2014, sendo bolsista da Fundação Pró Esporte de Santos. Representando a equipe de Damas da cidade de Guarulhos nos Jogos Regionais e Abertos de São Paulo foi campeã por equipe vários anos. Em 2011 representou o Brasil na "Copa Mundial Feminina de Damas", realizada em Campinas, no qual ficou em oitavo lugar. Ainda em 2011, recebeu o Prêmio "Atitude Vencedora" na modalidade de Damas, no evento "Atitude Campeã" promovido pelo Governo do Estado de Pernambuco. Em 2012 foi Bi-campeã Feminina de Damas de Pernambuco

Paulo Vitor de Souza Pinto, Universidade de São Paulo

Mestrando no Programa de Pós Graduação em Educação pela Universidade de São Paulo ( USP ). Possui Graduação em Licenciatura Interdisciplinar em Educação do Campo, com habilitação na área de Ciências Humanas e Sociais (História; Geografia Filosofia e Sociologia), pela Universidade Federal Fluminense (2018) . Em 2017, recebeu o Prêmio de primeiro lugar, na área de Ciências Humanas, na V Semana de Desenvolvimento Acadêmico da UFF, com o projeto vinculado ao Núcleo de Estudos, Pesquisas e Extensão em Território, Ambiente e Agroecologia - NUTAGRO - UFF. Realizou pesquisa sobre saúde e adoecimento das populações remanescentes quilombolas do Cruzeirinho de Cima em Natividade-RJ com o Núcleo de Estudos e Pesquisas SANKOFA: Relações étnico raciais, memória, cidadania e Direitos Humanos - UFF. Foi agraciado com o Prêmio de Reconhecimento Acadêmico no ano de 2018, concedido pela Universidade Federal Fluminense. Foi agraciado ainda com o título excepcional, sobremodo honroso Prêmio Láurea Acadêmica (2018).

 

Downloads

Publicado

2020-08-13

Como Citar

DE OLIVEIRA, T. M. B.; SOUZA PINTO, P. V. de. O JOGO DE DAMAS NO BRASIL: UMA ANÁLISE DOS MELHORES ATLETAS DA MODALIDADE. Revista Aedos, [S. l.], v. 12, n. 26, p. 632–649, 2020. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/92403. Acesso em: 6 jul. 2022.