Arranchar-se do outro lado do Atlântico: açorianos na freguesia de Taquari (sul da América portuguesa, 1750-1800)

Autores

  • Cibele Caroline da Rosa Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Palavras-chave:

Açorianos, Freguesia de Taquari, Acesso à terra

Resumo

Em meados do século XVIII, homens, mulheres e crianças moradores das ilhas dos Açores deslocaram-se para o povoamento de regiões pertencentes à Coroa portuguesa na América e, dentre elas, as terras meridionais. O artigo busca demonstrar aspectos referentes à migração de casais açorianos para o território hoje definido como Rio Grande do Sul a partir da freguesia de Taquari. Procura-se investigar as condições de acesso à terra e ocupação destes açorianos a partir de sua chegada até as últimas décadas do século XVIII. No trato das fontes, que apresentam-se tanto de caráter serial quanto qualitativo, aborda-se num primeiro momento a forma quantitativa para prosseguir com uma análise qualitativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cibele Caroline da Rosa, Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS

Mestranda em História - UNISINOS. Bolsista CNPq. Licenciada em História - UNIVATES

 

Downloads

Publicado

2018-09-11

Como Citar

DA ROSA, C. C. Arranchar-se do outro lado do Atlântico: açorianos na freguesia de Taquari (sul da América portuguesa, 1750-1800). Revista Aedos, [S. l.], v. 10, n. 22, p. 106–124, 2018. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/83403. Acesso em: 28 nov. 2022.