Do campo enquanto espaço de exceção: a biopolítica brasileira frente ao contexto dos imigrantes na contemporaneidade ao acolhimento humanitário como direito humano

Autores

  • Luane Flores Chuquel Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí/RS
  • IVO DOS SANTOS CANABARRO Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • ALEF FELIPE MEIER Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ - Brasil)

Palavras-chave:

Biopolítica, Direitos Humanos, Imigrante

Resumo

Este artigo se resume em compreender a biopolítica brasileira e o lugar do imigrante na sociedade contemporânea e a gestão do acolhimento humanitário como direito humano. O artigo discute, como problema central, de que forma a (bio)política migratória, atua no acolhimento humanitário voltado ao imigrante contemporâneo e qual a importância de o Estado aplicar políticas públicas de acolhimento, repercutindo, assim, na efetivação dos direitos humanos no plano nacional. Com efeito, conjectura-se, preliminarmente, a hipótese de que a essa nova conjuntura deve ocorrer de maneira positiva, mediante ações concretas de acolhimento humanitário, objetivando assegurar condições para os estrangeiros que chegam ao país, fixarem residência. Para efetivar esta abordagem, utilizou-se o método de pesquisa fenomenológico, na medida em que busca analisar os fenômenos concernentes à temática em seu campo de atuação, ao lado do método de procedimento monográfico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luane Flores Chuquel, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí/RS

Bacharel em Direito pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI, campus Santo Ângelo/RS. Mestra em Direitos Humanos na Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - Unijuí, Ijuí/RS. Advogada

IVO DOS SANTOS CANABARRO, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

Professor orientador, Doutor em História, Docente do Curso de Mestrado em Direitos Humanos da UNIJUÍ

ALEF FELIPE MEIER, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ - Brasil)

Mestre em Direitos Humanos no Programa de Pós-graduação stricto-sensu em Direito da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (UNIJUÍ - Brasil), graduado em Direito pela mesma instituição. Advogado.

Downloads

Publicado

2019-08-14

Como Citar

CHUQUEL, L. F.; CANABARRO, I. D. S.; MEIER, A. F. Do campo enquanto espaço de exceção: a biopolítica brasileira frente ao contexto dos imigrantes na contemporaneidade ao acolhimento humanitário como direito humano. Revista Aedos, [S. l.], v. 11, n. 24, p. 345–366, 2019. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/83335. Acesso em: 1 jul. 2022.