Da partida à saudade: as representações de migrantes do Nordeste na obra de Luiz Gonzaga

Autores

  • Ruberval José da Silva Fundação Getúlio Vargas/CPDOC - RJ.

Palavras-chave:

Luiz Gonzaga, Migrante, Rio de Janeiro

Resumo

Neste artigo, temos como propósito discutir o fenômeno da migração de trabalhadores vindos da região Nordeste do Brasil para as cidades de São Paulo e, principalmente para o Rio de Janeiro, na obra musical do compositor e intérprete Luiz Gonzaga, entre as décadas de 1950 a 1970. Neste trabalho traçamos um percurso pelas distintas representações que os compositores das canções, e o próprio cantor, fizeram acerca do ser migrante em suas diversas experiências. Procurou-se analisar os sentimentos, os estranhamentos e as ações que permearam essas experiências das personagens migrantes. Enfim, a nossa finalidade foi discutir a diversidade dos tipos de migrantes representados na obra do “Rei do Baião”, ressaltando os seus aspectos identitários e as facetas da memória através de algumas canções.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ruberval José da Silva, Fundação Getúlio Vargas/CPDOC - RJ.

Doutorando em História, Política e Bens Culturais da Fundação Getúlio Vargas/ CPDOC - RJ.

Downloads

Publicado

2018-09-11

Como Citar

SILVA, R. J. da. Da partida à saudade: as representações de migrantes do Nordeste na obra de Luiz Gonzaga. Revista Aedos, [S. l.], v. 10, n. 22, p. 86–105, 2018. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/83226. Acesso em: 28 nov. 2022.