O Sexo e as negas: narrativas estereotipadas e sexista na representação das mulheres negras

Autores

  • samara araújo da silva Universidade Federal de Ouro Preto

Palavras-chave:

Ficção Seriada, Teledramartugia, Mulher Negra.

Resumo

Devido ao seu caráter internacional, a série está presente no mundo inteiro. É de extrema relevância o fato da ficção seriada influenciar nas concepções de representações sociais, atingindo diretamente a visão que temos sobre nós e também do outro. Questiona-se até que ponto a escolha de atrizes negras como protagonistas de uma série da  Rede Globo de nome “O Sexo e as Negas” tenha sido de fato uma conquista de espaço na televisão. Até que ponto as personagens tiveram uma narrativa fora de estereótipos comuns  representações do negro. Se realmente a mulher negra não se mantém vista e apresentada como no período escravocrata a mercê dos desejos sexuais de seus patrões dentro de um hipersexualismo constante. O presente trabalho tem intenção de discutir como a mulher negra é representada na teledramaturgia com foco nas personagens do seriado “O Sexo e as Negas”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-02-28

Como Citar

DA SILVA, samara araújo. O Sexo e as negas: narrativas estereotipadas e sexista na representação das mulheres negras. Revista Aedos, [S. l.], v. 8, n. 19, p. 151–166, 2017. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/69262. Acesso em: 4 out. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático