O antifascismo na imprensa anarquista durante a primeira república – A Plebe e Alba Rossa (c.1919-c.1922)

Autores

  • Bruno Corrêa de Sá Benevides Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Palavras-chave:

Antifascismo, Imprensa operária, Anarquismo

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo o estudo do antifascismo internacional no espaço de tempo compreendido entre 1919 e 1922. Apesquisa dedica-se à fase inicial do fascismo e da imediata resistência antifascista que se propagou fora da Itália, particularmente no Brasil, onde residia grande número de italianos. Apesar de já existir trabalhos sobre o fascismo e o antifascismo no Brasil, esse período inicial ainda é muito pouco estudado, principalmente no que se refere à propagação e circulação de textos antifascistas de tendência anarquista nos jornais militantes e operários brasileiros. Para atingir esse objetivo buscou-se nos artigos escritos pelos antifascistas nos jornais A Plebe e o Alba Rossa, indícios de uma resistência ao fascismo. Em um segundo momento pretendeu-se levantar a compreensão acerca do conceito de fascismo através da ótica dos militantes anarquistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Corrêa de Sá Benevides, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO

Metrando em História pelo Programa de Pós-Graduação de História Social da Univeridade Federal do Estado do Rio de Janeiro (PPGHS/UNIRIO), sob a orientação do Prof. Dr. Carlo Maurizio Romani. Graduado em Licencituara em História pela Univeridade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO.

Downloads

Publicado

2017-02-28

Como Citar

BENEVIDES, B. C. de S. O antifascismo na imprensa anarquista durante a primeira república – A Plebe e Alba Rossa (c.1919-c.1922). Revista Aedos, [S. l.], v. 8, n. 19, p. 277–296, 2017. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/65165. Acesso em: 29 nov. 2022.