O mundo do trabalho, a moral e as transformações do capitalismo

Autores

  • Marciele Agosta de Vasconcellos Universidade Federal de Pelotas
  • Rodrigo Hinz da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Transformações do capitalismo, Fordismo, Toyotismo, Justificações.

Resumo

O presente artigo busca apresentar, em uma perspectiva histórica, um panorama sobre as transformações no mundo do trabalho e no capitalismo ao longo do século XX, tendo como eixo de articulação explicativo o estudo das mudanças dos pontos de apoio normativos do capitalismo, problematizando a questão das justificações associadas ao capitalismo que, por um lado, são influenciadas pela crítica dos próprios atores sociais, e por outro, contribuem para a reformulação e perpetuação desse modo de produção. Nesse sentido, serão abordadas questões relacionadas desde ao taylorismo, ao fordismo e ao modo de acumulação fordista até chegar ao toyotismo e ao advento da lógica da produção flexível.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marciele Agosta de Vasconcellos, Universidade Federal de Pelotas

Possui graduação em História Bacharelado pela Universidade Federal de Pelotas (2012) e mestrado em Sociologia pela Universidade Federal de Pelotas (2015). Tem experiência na área da História Social do trabalho, tendo desenvolvido pesquisas sobre ofícios artesanais; sobre a atuação de trabalhadores na Justiça do Trabalho (décadas de 1940 e 1950), bem como sobre a utilização de autos findos de processos judiciais trabalhistas e suas implicações teórico-metodológicas na pesquisa histórica. Tem experiência em Sociologia, com ênfase em Sociologia da Moral, dedicando-se a problematizar os intercruzamentos entre três grandes temas: a moral, a justiça (e a dimensão simbólica do direito) e as relações de trabalho. Possui interesse pela teoria sociológica, especialmente pela sociologia da crítica de Luc Boltanski e, ainda, pelas reflexões metodológicas, especialmente para a investigação qualitativa.

Rodrigo Hinz da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Pelotas (2009), pós-graduação (nível especialização) em Direito e Processo do Trabalho pelo Centro Universitário Barão de Mauá (2012), é mestre em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Pelotas, com estudos sobre terceirização. Atualmente é doutorando em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito do Trabalho, e experiência em Sociologia, com ênfase em Sociologia do Trabalho e Sociologia do Direito, atuando principalmente nos seguintes temas: condições de trabalho, transformações no mundo do trabalho, flexibilização trabalhista, teletrabalho, grupo de empresas, terceirização. Possui interesse, ainda, pela Teoria Sociológica, especialmente Teoria Sociológica Contemporânea.

Downloads

Publicado

2015-12-27

Como Citar

DE VASCONCELLOS, M. A.; SILVA, R. H. da. O mundo do trabalho, a moral e as transformações do capitalismo. Revista Aedos, [S. l.], v. 7, n. 17, p. 190–210, 2015. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/58692. Acesso em: 30 jun. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Temático