Alternativa metodológica para trabalhar gênero em sala de aula

Autores

  • Carolina Bevilacqua Vedoin
  • André Luis Ramos Soares
  • Helen da Silva Silveira
  • Leticia Schio

Palavras-chave:

Gênero, metodologia, ensino, história, estereótipo.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo expor e problematizar a metodologia desenvolvida na atividade “Construção de estereótipos no Brasil Colônia”, referente ao estudo de gênero. Foi realizada através do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid/UFSM), e aplicada em turma de 2º ano de Ensino Médio da Escola Estadual de Educação Básica Augusto Ruschi, no ano de 2014. A história das mulheres ainda é um assunto pouco trabalhado em sala de aula, por isso, houve a necessidade de planejar a atividade em torno desse tema, a fim de reconhecer a mulher como sujeito histórico, visto que construiu a história juntamente com os homens e não de forma secundária. A temática da atividade foi referente ao período colonial brasileiro, mais especificamente o nordeste açucareiro e como a partir desse construiu-se estereótipos sobre as mulheres e os papéis privados e sociais que ocupavam. Para problematizar tais estereótipos realizou-se uma dinâmica em que os alunos deveriam fixar em painéis bonecas brancas, negras e indígenas em espaços ocupados no Brasil Colonial e como pensam ser no Brasil atual. Essa metodologia de ensino em história teve como objetivo provocar a reflexão sobre como o passado influencia na formação das mentalidades atuais, visto que a história se compõe de rupturas, mas também de continuidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-20

Como Citar

BEVILACQUA VEDOIN, C.; RAMOS SOARES, A. L.; DA SILVA SILVEIRA, H.; SCHIO, L. Alternativa metodológica para trabalhar gênero em sala de aula. Revista Aedos, [S. l.], v. 7, n. 16, p. 22–35, 2015. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/57005. Acesso em: 8 dez. 2022.