CONSIDERAÇÕES SOBRE HISTÓRIA, MEMÓRIA E ESQUECIMENTO: DIÁLOGOS ENTRE LITERATURA E HISTÓRIA EM O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO.

Autores

  • Izaias de Souza Freire UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina)

Resumo

 

 

 

 

RESUMO:

 

As reflexões aqui suscitadas é fruto do esforço e desejo de debater as aproximações entre literatura e história como possíveis territórios de intersecção. Na esteira desse fio condutor empreender um diálogo com O livro do riso e do esquecimento do escritor tcheco Milan Kundera, por meio da temática da memória e do esquecimento. O diálogo será conduzido em duas frentes. A primeira relacionada às estratégias totalitárias dos usos e abusos do esquecimento e sua correspondente imediata, a memória. A segunda frente está relacionada aos mesmos aspectos, mas numa perspectiva inversa, a das subjetividades, tendo, o indivíduo como o pano de fundo. Um exercício que oportuniza cruzar indagações literárias que atravessam problematizações da historiografia. Da mesma forma, situar a obra num contexto marcado por uma rachadura na episteme e na paisagem do século XX, onde os grandes temas da memória se insurgiriam sobre o debate da história.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Izaias de Souza Freire, UDESC (Universidade do Estado de Santa Catarina)

Natural de Jesuítas PR. Licenciado em História pela UNIVILLE (Universidade da Ragião de Joinville) Mestrando em História do Tempo Presente pela UDESC

Downloads

Publicado

2014-07-06

Como Citar

FREIRE, I. de S. CONSIDERAÇÕES SOBRE HISTÓRIA, MEMÓRIA E ESQUECIMENTO: DIÁLOGOS ENTRE LITERATURA E HISTÓRIA EM O LIVRO DO RISO E DO ESQUECIMENTO. Revista Aedos, [S. l.], v. 6, n. 14, 2014. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/45081. Acesso em: 7 ago. 2022.