O suplício do Simplício: Faria Neves Sobrinho e o mestre-escola oitocentista.

Autores

  • Carlos Antônio Pereira Gonçalves Filho Universidade Federal de Pernambuco

Palavras-chave:

Lietarura Pernambucana, Faria Neves Sobrinho, História da Educação, Século XIX

Resumo

Este artigo faz uma análise do romance Morbus, escrito por Faria Neves Sobrinho (1872-1927), destacando a sua importância como um documento para a história da educação brasileira. A partir do diálogo com outras fontes e a historiografia, a leitura do romance apresenta referências sobre o cotidiano de uma escola primária típica do século XIX com destaque para o professor e sua didática, o espaço da sala de aula e as matérias ensinadas. Para além do seu valor estético, o texto literário fornece indícios sobre os modos de ser e de se comportar de uma sociedade contribuindo para maiores possibilidades de leitura do passado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carlos Antônio Pereira Gonçalves Filho, Universidade Federal de Pernambuco

Professor. Mestre e Doutorando em História pela UFPE

Downloads

Publicado

2013-12-22

Como Citar

GONÇALVES FILHO, C. A. P. O suplício do Simplício: Faria Neves Sobrinho e o mestre-escola oitocentista. Revista Aedos, [S. l.], v. 5, n. 13, 2013. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/37896. Acesso em: 5 jul. 2022.