Professores e estagiários: um conflito em potencial

Autores

  • Michele de Oliveira Casali
  • Renata Baldin Maciel
  • Taís Giacomini Tomazi
  • André Luis Ramos Soares

Resumo

No presente artigo, apresentamos alguns questionamentos construídos a partir do diagnóstico realizado pelo grupo PIBID/UFSM-2011, subprojeto da área de História. Nosso objetivo é promover uma discussão a respeito dos possíveis conflitos entre os alunos do estágio curricular e os professores regentes das escolas, cujo estopim encontra-se principalmente nas divergências entre suas concepções de ensino e prática escolar. Para atingir esse fim, partimos de alguns temas centrais relatados pelos nossos protagonistas durante o preenchimento de questionários, como por exemplo, a falta de experiência dos estagiários, o pouco domínio do conteúdo e de turma, a necessidade de uma relação mais próxima e afetuosa do professor com seus alunos, a tendência dos estagiários em realizar seminários, conversas e provas dissertativas, a ausência de envolvimento com a escola, etc. Os temas-problemas destacados nesse artigo, em âmbito local, são essenciais na medida em que, ao serem conectados às discussões mais amplas, tornam-se peças-chaves para pensarmos criticamente algumas ações que podem auxiliar a relativizar e a melhorar a relação do professor regente com o estagiário, assim como pode nos oferecer maiores suportes para esclarecermos o porquê de essa relação assumir, muitas vezes, um caráter conturbado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-09-24

Como Citar

CASALI, M. de O.; MACIEL, R. B.; TOMAZI, T. G.; SOARES, A. L. R. Professores e estagiários: um conflito em potencial. Revista Aedos, [S. l.], v. 4, n. 11, 2012. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/30746. Acesso em: 30 set. 2022.