O Historiador e as Fontes Digitais: uma visão acerca da Internet como fonte primária para Pesquisas Históricas

Autores

  • Fábio Chang de Almeida UFRGS

Palavras-chave:

Documento, Internet, Historiografia.

Resumo

Este artigo procura abordar a utilização das fontes digitais no ofício do historiador. Em especial os pesquisadores do Tempo Presente, após o advento da Internet, passaram a contar com um aporte quase inesgotável de novas fontes. Todavia, ainda são poucas as pesquisas históricas que utilizam a Internet como fonte primária. Durante séculos, a historiografia baseou-se na análise em um suporte documental específico: o papel. O documento digital constitui uma novidade e sua materialidade de caráter “virtual” ainda causa estranheza. Neste texto é analisado o atual panorama da historiografia e das fontes digitais, com mais atenção à utilização da Internet como fonte primária no ofício do historiador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Chang de Almeida, UFRGS

Mestre em História pela UFRGS (2008), onde foi bolsista de mestrado CNPq. Doutorando em História pela UFRGS. Membro do Grupo de Pesquisa "Integralismo e outros Movimentos nacionalistas" (UFF/CNPq). Tem experiência na área de História, com ênfase em História Contemporânea e História do Tempo Presente, atuando principalmente nos seguintes temas: nazismo, fascismo, neofascismo, história oral, extrema-direita, propaganda política, Internet.

Downloads

Publicado

2011-04-11

Como Citar

DE ALMEIDA, F. C. O Historiador e as Fontes Digitais: uma visão acerca da Internet como fonte primária para Pesquisas Históricas. Revista Aedos, [S. l.], v. 3, n. 8, 2011. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/16776. Acesso em: 4 out. 2022.