ST 1. Feminismos descolonizadores: fissurando temporalidades coloniais

Autores

  • Hariagi Borba Nunes Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Carla de Moura Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

Os feminismos descolonizadores compõem um leque plural e não-fixo de perspectivas feministas contra hegemônicas, não-eurocêntricas, antirracistas, anticlassistas – entre outras. Assim, no que tange à escrita da história, é imprescindível evidenciar teorias e metodologias que reconfigurem conceitos, temporalidades e categorias das experiências do sul global. A proposta deste S.T é receber trabalhos voltados aos estudos feministas, de gênero e sexualidade, ensino de história, história das mulheres, vivências de corporalidades fronteiriças, migrantes e refugiadas. Pesquisas sobre intelectuais mulheres do Brasil, América Latina, Oriente Médio e países Africanos que mirem desde uma ótica descolonziadora, decolonial, anti-colonial, pós- colonial, interseccional, diaspórica. Aceitamos pesquisas que pensem as lutas, subjetividades e experiências de corpos femininos e feminilizados em diversos contextos históricos e temporalidades. Interessa-nos, também, perspectivas que aportadas nos Estudos Decoloniais e Estudos Culturais possam questionar categorias, conceitos, nomenclaturas, e tensionar/problematizar quais fontes, formulações, perguntas têm sido utilizadas pelas historiadoras/es e professoras/es de história para descrever relações complexas de existência e resistências dessas corporalidades na lógica do colonialismo e da colonialidade. A importância da temática está na construção e visibilização de outras narrativas e epistemologias, possibilitando a democratização de conhecimentos nos espaços institucionais de saber, principalmente, para a historiografia e a teoria da história.

Coordenadoras:
Hariagi Borba Nunes (Doutoranda em PPGH/ UFRGS)
Carla de Moura (Doutoranda em PPGH/UFRGS)

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-01-28

Como Citar

NUNES, H. B.; MOURA, C. de. ST 1. Feminismos descolonizadores: fissurando temporalidades coloniais. Revista Aedos, [S. l.], v. 13, n. 29, p. 6–29, 2022. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/121666. Acesso em: 11 ago. 2022.