A “Ciência Sexual Moderna” e as “Verdades” sobre o sexo

Autores

Palavras-chave:

História da Sexualidade, Revolução Sexual, Ciência Sexual

Resumo

Nesse artigo  nossa intenção é marcar as diferenças entre o que  aparece nos Relatório Kinsey,  Masters & Johnson e  Hite e o que é publicizado sobre “sexualidade” pelas revistas de “comportamento , como se convencionou chamar aquelas que traziam em seus artigos, entre outras preocupações, a de orientar seus leitores em torno da sexualidade e do relacionamento conjugal diante das mudanças advindas, conforme apresentado na revista, com a “revolução sexual” e o debate público sobre a “Lei do Divórcio” no Brasil, no final dos anos 1960 e durante os anos 1970.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roselane Neckel, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora do Departamento de História da UFSC. Doutorado em História pela PUC/SP e pós doutorado na Universidade do Porto. Atualmente é professora de História do Brasil Contemporâneo.

Downloads

Publicado

2021-10-07

Como Citar

NECKEL, R. A “Ciência Sexual Moderna” e as “Verdades” sobre o sexo. Revista Aedos, [S. l.], v. 13, n. 28, p. 507–543, 2021. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/116134. Acesso em: 27 jun. 2022.