À moda do diabo: o corpo despido e vestido na capital carioca (1964-1965)

Autores

Palavras-chave:

História, Moda, Monoquíni

Resumo

Transgressões contra as normas e costumes dominantes foram algumas das características da moda durante os anos 1960. O presente trabalho pretende ser um estudo sobre o monoquíni, um tipo de biquíni criado em 1964 sem a parte de cima. A repercussão, julgamento e censura para com esta peça foram demasiadas, inclusive no Brasil, onde foram amplamente divulgadas nos periódicos matérias sensacionalistas sobre a nova moda do corpo despido. Neste artigo, pretendo fazer uma análise do monoquíni enquanto uma peça que rompeu com os padrões da moda-praia da época, o poder que a imprensa e outras instituições, como a Igreja, tiveram na censura da peça e no controle do corpo feminino da época.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Rui Simão de Medeiros, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestrando em História Global pelo Programa de Pós-graduação em História da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), graduado em História pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), com pesquisas na área de História da cultura, arte e moda. E-mail: rodrigorui19980@outlook.com

Downloads

Publicado

2022-05-16

Como Citar

MEDEIROS, R. R. S. de. À moda do diabo: o corpo despido e vestido na capital carioca (1964-1965). Revista Aedos, [S. l.], v. 14, n. 31, p. 237–251, 2022. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/116080. Acesso em: 27 jun. 2022.