Jogo do bicho, estado e cidadania: rupturas e continuidades no tempo de Vargas

Autores

  • Carlos Eduardo Martins Torcato

Palavras-chave:

Jogo do Bicho, Judiciário, Cidadania,

Resumo

A lógica de funcionamento de cada uma das instituições que compõem o aparelho jurídico do Estado – que compreende todas as corporações policiais/militares, os tribunais e os sistemas carcerários/punitivos – permite recuperar a forma como é realizada a cidadania em dado período histórico. Partindo da comparação da ação da Polícia e dos tribunais do Trabalho e da Justiça com o fenômeno social conhecido como jogo do bicho foi possível perceber que, por trás das contradições aparentes, se preservou formas de controle social e relações de dominação existentes antes do advento da carteira de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-11-14

Como Citar

MARTINS TORCATO, C. E. Jogo do bicho, estado e cidadania: rupturas e continuidades no tempo de Vargas. Revista Aedos, [S. l.], v. 2, n. 4, 2009. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/10615. Acesso em: 7 jul. 2022.