O juiz de dentro: magistratura e ascensão social no extremo sul do Brasil, 1808-1831

Autores

  • Adriano Comissoli

Palavras-chave:

elite, família, justiça, magistrado, poder

Resumo

Magistrados e membros da elite local são vistos tradicionalmente como adversários. Os primeiros seriam agentes do poder central interessados na anulação da autoridade dos segundos, veiculados ao poder local. A proposta é demonstrar que os mesmos formavam uma mesma camada de elite oferecendo capacidade de dominação complementar uns aos outros. Esta complementaridade servia tanto em sua comunicação com o poder central do Rio de Janeiro quanto para o exercício da dominação sobre as camadas mais pobres, pois se somavam predicados da liderança pessoal com a autoridade concedida pelo Estado. O resultado foi uma fração da elite que trabalhava pela unidade do Estado imperial brasileiro e capaz de alçar-se aos níveis da política nacional. Este estudo se foca principalmente na Porto Alegre de 1808 a 1831.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2009-10-21

Como Citar

COMISSOLI, A. O juiz de dentro: magistratura e ascensão social no extremo sul do Brasil, 1808-1831. Revista Aedos, [S. l.], v. 2, n. 4, 2009. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/10612. Acesso em: 7 jul. 2022.