Natureza, Ciência e Progresso: a natureza brasileira no debate letrado do IHGB (1839-1845)

Autores

  • Luis Fernando Tosta Barbato Universidade Estadual de Campinas - Unicamp

Palavras-chave:

Império Português, Natureza, Crise Econômica

Resumo

Em finais do século XVIII e início do século XIX, o Império Português passou por uma grave crise econômica, na qual o mundo natural, aliado ao seu conhecimento e à exploração racional de tudo o que ele poderia prover surgiu como uma alternativa a essa crise. Nesse trabalho, analisaremos como os intelectuais do IHGB aproveitaram-se desse modelo de pensamento português e trabalharam a natureza brasileira de maneira que ela se apresentasse como uma grande aliada na complexa missão empreendida por esses intelectuais do Brasil do XIX: inserir o Brasil no rol das grandes nações do globo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Fernando Tosta Barbato, Universidade Estadual de Campinas - Unicamp

Graduado em História (Licenciatura e Bacharelado) pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente mestrando em História pela mesma instituição, na área de Política, Memória e Cidade, atuando na linha de pesquisa Jogos do Político: Conceitos, Representações e Memória.Bolsista da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de São Paulo - Fapesp

Downloads

Publicado

2009-07-23

Como Citar

BARBATO, L. F. T. Natureza, Ciência e Progresso: a natureza brasileira no debate letrado do IHGB (1839-1845). Revista Aedos, [S. l.], v. 2, n. 3, 2009. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/10585. Acesso em: 3 fev. 2023.