Da conquista de reinos lendários ao naufrágio do olhar: considerações sobre a Peregrinação de Fernão Mendes Pinto

Autores

  • Daniel Vecchio Alves Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

DOI:

https://doi.org/10.22456/1981-4526.84744

Palavras-chave:

Viagem, Olhar, Narrativa.

Resumo

Na imaginária alvorada de uma nova idade do conhecimento, outros relatos de espaços e gentes desconhecidas se intensificaram no Renascimento, além dos cronistas: são os autores da chamada literatura de viagens. Nessa literatura que se aperfeiçoa com os séculos de expansão ultramarina, fica evidente que o sentido da visão e sua capacidade nata de observar são cada vez mais determinantes para que elementos narrativos e técnicos sejam elaborados e representados. No geral, o discurso das descobertas se organizou em função de dar notícias do que se viu. Porém, veremos com a Peregrinação de Fernão Mendes Pinto que nem sempre esse sentido comandou o ritmo da escrita e ditou o real, prolongando no espaço do relato de viagem as tensões geradas por um desconcerto de mundo, algo similar a um transtorno mental e discursivo. Levando em conta a celebração dos 400 anos da primeira edição do livro em 2014, e fazendo uma breve consideração sobre a sua trajetória crítica desde então, o presente estudo aborda a dimensão narrativa de seu autor e a fascinante atualidade de seus temas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Vecchio Alves, Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)

Daniel Vecchio Alves possui formação interdisciplinar nas Ciências Humanas: é mestre em Estudos Literários e licenciado em História pela Universidade Federal de Viçosa (UFV). Atualmente cursa o doutorado em História Cultural pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), onde é pesquisador-bolsista do CNPq. Possui também formação na área educacional, com especialização em Docência no Ensino Superior pelo Senac-SP e com mestrado em andamento em Educação e Tecnologias Digitais pela Universidade de Lisboa. Publicou recentemente o livro “Bestas e reinos lendários no imaginário das navegações ultramarinas” (Novas Edições Acadêmicas, 2016), e tem publicado artigos em diversos periódicos científicos nacionais e internacionais. Seus interesses de pesquisa permeiam os hibridismos entre História e Ficção, a História dos Imaginários (em especial o Imaginário Português), a Literatura Ibérica de Viagens Ultramarinas dos séculos XV e XVI (incluindo também a Historiografia dos Descobrimentos), a História da Literatura, o Romance Português e a História da Educação. Faz parte dos Grupos de Pesquisa NEP (Núcleo de Estudos Portugueses da UFV) e Mare Liberum (Centro de Estudos e Referências sobre a Cartografia Histórica da Unicamp).

Downloads

Publicado

2018-07-16

Como Citar

Alves, D. V. (2018). Da conquista de reinos lendários ao naufrágio do olhar: considerações sobre a Peregrinação de Fernão Mendes Pinto. Nau Literária, 14(1). https://doi.org/10.22456/1981-4526.84744

Edição

Seção

Seção Livre