Entre a memória e o esquecimento: a representação da dor em Jerusalém, de Gonçalo M. Tavares

Autores

  • Natália Ubirajara Silva UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1981-4526.5815

Resumo

No presente artigo, analisamos como é ficcionalizada a pulsão de morte no romance Jerusalém, de Gonçalo M. Tavares. Também procuramos verificar de que modo é problematizada a relação entre memória, esquecimento e experiências traumáticas, na qual a pulsão de morte apresenta importante papel. Palavras-chave: pulsão de morte; dor; memória; esquecimento; ficção

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália Ubirajara Silva, UFRGS

Mestranda em Literatura Brasileira, Portuguesa e Luso-africana pelo PPG-Letras da UFRGS

Downloads

Publicado

2008-09-09

Como Citar

Silva, N. U. (2008). Entre a memória e o esquecimento: a representação da dor em Jerusalém, de Gonçalo M. Tavares. Nau Literária, 4(1). https://doi.org/10.22456/1981-4526.5815